Pular para o conteúdo principal

O efeito Derosso...

O "Eterno" presidente da Câmara Municipal de Curitiba, vereador Derosso (PSDB), se vê as voltas com uma denuncia que envolve, dentre outras coisas, uma suspeita na licitação que teve como vencedora a empresa de sua atual esposa...

Não quero falar aqui do mérito da questão, isso cabe a Justiça, quero me ater ao que envolve esse caso e suas possíveis consequências no jogo político da sucessão aqui em Curitiba...

Derosso foi um dos maiores articuladores da idéia do PSDB apoiar a reeleição do prefeito Luciano Ducci (PSB) em detrimento a candidatura própria do partido (Então pleiteada por Gustavo Fruet). Com a saída de Fruet do ninho Tucano, tudo parecia caminhar para uma provável indicação de Derosso para compor a chapa de Ducci, como seu Vice...

Mas será que essa era mesmo a estratégia? Não me parece claro que Derosso, com todo o poder que detinha e ainda detem na Câmara de Curitiba, abriria mão disso para disputar um cargo que, em tese, tem menos força que o seu...Desde o inicio desse imbróglio que se tornou a sucessão por parte do grupo do Governador, sempre apostei e ainda aposto que a vice de Ducci será ocupada por alguém da Familia Richa (Não sei afirmar ainda de qual Gênero), pois não me parece sensato que Beto tenha posto todas a s suas fichas em um aliado que, apesar de ser um bom administrador e não ter manchas na carreira, não me parece o candidato com maior apelo popular nessa disputa...

O que falo aqui são suposições de um observador distante, mas que sabe ler um cenário, mesmo sem ter todas as informações a disposição. Na minha avaliação, Richa apenas espera o momento certo para definir qual será a indicação, lembrando que, para abrir mão da cabeça de chapa, o minimo que caberá ao PSDB será compor como vice na candidatura Ducci..

Portanto, quem acredita que o que aconteceu com Derosso vai atrapalhar os planos do Palácio Iguaçu, pode tirar o cavalo da chuva, servirá apenas para desgaste momentaneo, mas lá na frente, veremos que isso não passou de um contratempo na escolha da chapa...

Vamos ver...

Comentários

Rene disse…
O quadro eh esse ai msm... A famiglia Richa ja definiu q a vice parte de alguem da Corte... E, por conta disso, Guga e Derosso foram fritados, pois eram, cada um a sua maneira, ameacas imediatas as pretensoes familiares em decorrencia de suas posicoes politicas. Ainda aposto em uma chapa Ducci-Marcello, pelo apelo ao jovem que estao tentando imbuir a candidatura do atual mandatario (haja vista a Audiencia Publica Jovem de ontem, factoide inventado somente p dar publicidade a futura chapa). Vamos ficar no aguardo. Haverao mtas novidades em breve. Parabens pela analise Thomaz!
Thomaz Campos disse…
Meu caro Renê...

Muita agua vai rolar por baixo dessa Linha Verde....

Vamos ficar no aguardo...

Abração!!!
Anônimo disse…
Talvez o quadro seja esse mesmo.."mais falta combinar com os Russos(eleitores)" Nao acho que o Governador esta com esta BOLA TODA para isso e aquilo, ate porque perdeu muitos companheiros e só para citar Euclides Scalco e outros mentores Politicos e com muita embatia de seriedade, Beto em Curitiba perdeu referencia ao negar Jaime Lerner, se Greca manter a devida distancia do Senador e saber usar de certa forma Jaime Lerner tera chances ... Não substimar voto do Curitibano e não esquecer que Requião queimou o filme dele com eleitor da capital apos centralizar e só enchergar a familia dele para os cargos e acho que Beto Richa segue o mesmo caminho e principalmente nao deixar nascer ou crescer Politico nenhum ao seu lado como diz Hipolito igualzinho Requião e ainda pior por não ter atitude.

Odilon Cunha
Thomaz Campos disse…
Meu caro Odilon...

As eleições em Curitiba estão cercadas de muita expectativa devido ao fator Fruet...

Sei que existe um desgaste natural do governador Richa, mas não creio que esse desgaste seja suficiente para fazê-lo perder esse pleito...

Mas...você tem razão quando diz que tem que combinar com os eleitores...

Abração!!!
Anônimo disse…
é muito importante analisarmos quadros e fazer suposições; mas no mínimo estas devem ser plausíveis: Marcello Richa não pode ser vice de Ducci por proibição da legislação eleitoral. Ainda dizer que a audiência jovem é um factóide... poxa oposição inteligente por favor!!
Thomaz Campos disse…
Meu caro Anônimo...

Em primeiro lugar, não é citado o nome do secretário de Esportes Marcello Richa como candidato, falei apenas sobre algum membro da familia, o que me foi colocado como não sendo viável juridicamente...

Outra, não sou oposição, nem situação, pois não atuo politicamente, apenas escrevo o que vejo...

Votei em Richa e Fruet, a divisão entre eles me deixou em uma situação ruim, mas vou optar sempre pelo que eu entender ser melhor para o Paraná...

E, se der, da próxima vez, se identifique...é melhor para agente debater!!!

Abraços...

Postagens mais visitadas deste blog

Mises: A ação como ato de liberdade!

Caro amigo, para que você se sinta mais confortável com escreverei a seguir, vou pedir que você se acomode bem antes de dar prosseguimento à leitura desta postagem, caso esteja em um ônibus sentado, coloque seu fone de ouvido para abafar o som externo do ambiente; estando de repouso em casa, sugiro uma xícara saborosa de café ou chá para que se atente ainda mais ao texto; na hipótese de estar no trabalho, sugiro que você faça a leitura somente durante o seu horário de almoço, assim poderá ler com calma e certificará um entendimento claro do que foi lido, pois o que pretendo abordar, requer uma concentração grande no momento da leitura.
Após indicações de amigos e de minha enorme curiosidade em pesquisar e aprender, fui "seduzido" com a ideia de conhecer mais a fundo o trabalho do economista austríaco Ludwig von Mises, para poder entender e analisar com vocês aqui no blog, um pouco do pensamento deste autor que vem sendo "descoberto" mais recentemente no Brasil.
Ludwi…

Mobilidade Urbana, um desafio para os novos gestores!

A mobilidade urbana, isto é, as condições oferecidas pelas cidades para garantir a livre circulação de pessoas entre as suas diferentes áreas, é um dos maiores desafios que os próximos gestores municipais enfrentarão em seus próximos mandatos, não somente em Porto Alegre, mas como na grande parte das cidades brasileiras. O crescente número de veículos individuais promove o inchaço do trânsito, dificultando a locomoção ao longo das áreas das grandes cidades, principalmente nas regiões que concentram a maior parte dos serviços e empregos. Além da qualidade dos serviços de transporte público e concessões públicas, onde discussões inócuas acabam por desviar o foco do real problema que atinge o setor, quase que impossibilitando a movimentação nas grandes cidades.

O Brasil, atualmente, vive um drama a respeito dessa questão. A melhoria da renda da população de classe média e baixa, os incentivos promovidos pelo Governo Federal no meio da década passada para o mercado automobilístico (como a …

Quanto mais governo, menos cidadão!

Eu realmente não gosto de reclamar de governo. Acredito que é uma enorme perda de tempo e desgaste fazer isso.  E também acredito que não se trata de uma atitude inteligente. Estou convencido de que é muito mais proveitoso ignorar toda a bagunça e imoralidade e se concentrar em coisas melhores e mais produtivas. Mas não tenho como ficar quieto quando observo alguns disparates que são cometidos por grupos que foram, durante anos, tutelados pelo Estado e que começam a perceber que o pensamento da maioria da população já não aceita mais isso.  Falo de uma parcela de organizações de sociedade ainda se encontra emocionalmente acorrentada ao Estado, e (a menos que você trabalhe para o governo e tenha um alto salário, ou seja um grande empresário que obtenha subsídios e privilégios protecionistas do governo (em ambos os casos, você se deu bem), creio que é válido demonstrar o quanto é danoso esse relacionamento "promiscuo" com o Estado. Dessa forma, vou escrever sobre algo que não re…