Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2016

Devaneios sobre a Verdade

Rezam as antigas lendas que a "verdade" foi enviada por Deus ao mundo em forma de um gigantesco espelho. E quando o espelho estava chegando sobre a Terra quebrou-se, partiu-se em inumeráveis pedaços que se espalharam por todos os lados. 
E qual foi o resultado disso? As pessoas sabiam que a verdade era o espelho, mas não sabiam que ele havia se partido. E por essa razão, as que encontravam um dos pedaços acreditavam que tinham nas mãos a verdade absoluta, quando, na realidade, possuíam apenas uma pequena parcela desta dádiva divina.
E quem será o conhecedor da verdade absoluta? 
A verdade absoluta só Deus a possui e aos poucos vai revelando ao homem na medida em que este esteja apto para conhecê-la. 
É através destes pequenos fragmentos que são revelados por Deus, que os inventores, os cientistas, os pesquisadores, vão descobrindo a cada século novas verdades que se acumulam e fomentam o progresso da Humanidade. É como se fossem juntando os pedaços do grande espelho e conseg…

Fascismo

Escrevi este texto no ano passado, falando sobre o conceito de "Fascismo", como continuo percebendo que a "confusão" continua, estão vou reproduzir o texto novamente:
"Surgido principalmente nos países que chegaram tardiamente no processo industrial e na corrida colonialista durante o século XIX, como Itália e Alemanha e como uma forma de trazer "esperança" para uma enorme camada de campesinos que migraram para os centros urbanos e que acabaram perdendo seus empregos com o final da Primeira Guerra Mundial,

O Fascismo surge como uma força progressista, que buscava promover uma industrialização, através de um resgate de uma imagem nacional...

Afinal de contas, o que vem a ser o Fascismo? Bom, para os esquerdistas atuais, Fascismo está relacionado diretamente aos que são identificados como sendo de direita e ai é que esse "chavão" perde o sentido, pois o Fascismo é a união do poder econômico com o poder estatal, por exemplo, quando te sentes pr…

Relembrando polêmicas

Escrevi esse texto ano passado, em função de uma "rusga" política com um amigo muito querido. Acredito ser pertinente repetir o texto aqui, em função de tantas bobagens que andam sendo faladas e feitas na política brasileira!!!
Eis o texto:
Em primeiro lugar, lamento muito que pensar diferente faça de mim um sujeito tão baixo e desprezível, conforme fui referido na resposta ao meu texto anterior aqui neste Blog (“Abjeto”: adjetivo substantivo masculino). Que ou o que é desprezível, baixo, ignóbil. Origem: ETIM lat. Abjectus, a, um 'atirado por terra, derribado, desprezível, vil), aquele que escreve algo abjeto, abjeto acaba sendo, não?
Pensei em me ofender com isso, mas lembrei dos textos que estudei sobre o Leninismo e me ative a uma frase do próprio Lênin: "Acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é"...
Outro pensamento que me veio foi o de Mario Sérgio Cortella: “A vida é curta não precisa ser pequena”, portanto, prefiro me ater ao que interessa…

Então é Natal!!!

Coisa engraçada essa, para mim, desde pequeno, o mês de dezembro sempre foi um mês especial. Quando criança o aguardava ansioso, já que  sempre foi sinônimo de família reunida e celebração. Lembro que achava estranho quando ouvia os adultos com as célebres e repetidas frases:"Não gosto desse mês", ou ainda, "Não gosto do Natal". Eu ficava com cara de paisagem sem entender. Como poderiam não gostar do Natal? Que mal fez o Natal a essas pessoas? Adultos, gente complicada essa!

Mas o tempo passou, e acredito não ter vivido um só mês de dezembro, sem ouvir de alguém a repetida frase:"Não gosto do Natal". Como não existe nada melhor que o tempo, finalmente já crescido tomei coragem para perguntar o motivo. 

Por que não gostar do Natal? Dezembro é um mês tão especial que a sábia natureza se renova. Não sei quantos já pararam para apreciar o sol de dezembro. Pode até ser impressão, mas ele brilha de forma majestosa. E as árvores? Nossa, basta passear pelas ruas pa…

As medidas necessárias

O Rio Grande do Sul passa por um momento extremamente delicado em sua história, são anos de sufoco, de desgastes, de incertezas e de muita, muita luta para superar dois, dos que considero os mais sérios problemas do estado nesse momento: O desafio financeiro e gerencial.
O Estado gasta mais do que arrecada e, por isso, não consegue cumprir as obrigações essenciais. Sofre com a mais severa crise das finanças públicas de sua história e do país, aliada a uma crise estrutural de um setor público defasado e ultrapassado. 
A máquina estatal, que já foi exemplo para o Brasil, acumulou focos de ineficiência e paralisia, apesar do esforço de muitos servidores. Hoje, essa máquina não consegue devolver ao cidadão gaúcho, um serviço público eficaz e que possa responder as demandas crescentes da sociedade e, portanto, medidas duras e necessárias devem ser tomadas para que o Estado ainda possa pensar em ter um futuro.
Eu sei que muitos buscarão ‘Ideologizar” as medidas que possam ser tomadas, usarão c…

A Tecnologia e o fim das Revoluções

Meu caro jovem utilizador de redes sociais e mais novo “ativista digital” da “praça”, se você é daqueles que acredita que haverá uma revolução, e que esta revolução será liderada pela tecnologia e disseminada através dos meios digitais, esqueça. Tal idéia é totalmente contraditória.
Não haverá revolução e a tecnologia não levará a nenhuma revolução. Mas por que eu estou dizendo isso? A essência de uma revolução é a “centralização do poder”. Um tal de Marx já falou isso faz muito tempo, e fez questão de nos lembrar disso ao longo desses anos todos. Não existe processo mais centralizador do que uma revolução. Todas as revoluções ocorridas na história geraram uma centralização do poder, inclusive a Revolução Americana, considerada a maior das “revoluções liberais” da história humana. Longe de caminharmos para uma revolução. Estamos isso sim, à beira de uma “não-revolução”. O que estamos presenciando atualmente é um enorme processo de desintegração, muito parecido com o que aconteceu com o Imp…

Estado Mínimo: O primeiro passo para o Totalitarismo?

Participando de uma mesa de debates hoje, foi colocado na conversa a concepção de Estado. E acabei por presenciar inflamados discursos sobre a necessidade de um “Estado Mínimo”, onde o papel desse Estado seria apenas o de mediar determinadas questões e onde o Mercado seria o condutor do desenvolvimento. Aí me veio a pergunta: “Estado Mínimo” é possível? Claro que é.  É duradouro? Não e nem pode ser! O maior problema do estado mínimo é que ele invariavelmente acaba por gerar o pior dos monstros: um estado poderoso e totalitário. A pergunta que dá título a esta postagem não apenas pode ser explicada em bases teóricas como também pode ser comprovada de forma empírica. Comecemos pelo melhor e mais nítido exemplo de todos: os EUA. Como assim, os Estados Unidos são totalitários? Vamos aos fatos: O experimental modelo americano de estado no século XVIII, ou seja, a Revolução Americana e o conseqüente estabelecimento de uma República Constitucional soberana e independente foram idealizados com a…

Frase do Dia

"Fürsten, Herrscher und Generäle sind nie spontan liberal. Werden Sie liberal, wenn sie von den Bürgern gezwungen" (Príncipes, governantes e generais nunca são espontaneamente liberais. Tornam-se liberais quando forçados pelos cidadãos)

Ludwig von Mises

Frase do Dia

"Forse era troppo bello questo team di invecchiare. Forse il destino ha voluto portarlo al culmine della sua bellezza"  ("Talvez fosse maravilhosa demais essa equipe para envelhecer. Talvez o destino quisesse levá-la no ápice de sua beleza")
Jornalista Carlos "Carlin" Bergoglio, se referindo ao acidente que vitimou a delegação do Torino em 1949. Essa frase serve para a terrível tragédia que se abateu sobre a Chapecoense!!!

A dor do futebol, de uma cidade, de um País...do mundo!

Fui acordado às 6:30 da manhã de hoje com a notícia da tragédia envolvendo o avião que levava a equipe da Chapecoense Medellin, na Colombia, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul Americana. 
Após assistir e ler todas as desencontradas notícias, não consegui produzir um texto que pudesse externar o que senti e ainda estou sentindo pela estúpida perda que tivemos essa madrugada. Encontrei em um texto do excelente cronista Mauro Beting, a síntese do que representou essa tragédia para todos nós, em função disso, resolvi reproduzi o texto aqui no Blog:
"Se Danilo não defende com os pés aquela última bola do time do papa Francisco, amanhã teria Atlético Nacional X San Lorenzo, em Medellín. Maravilhosa defesa e sensacional narração do Deva Pascovicci, no Fox Sports. Só vi pela Fox o lance ontem, segunda, fim de tarde, quando vi que o tuíte a respeito dela era tweet10 do próprio Twitter. Com a entrevista do Danilo ouvindo a narração emocionante do Deva (meu amigo e colega…

Frase do Dia

"Being in power is like being a lady. If you have to remind people that you are, you are not". (Estar no poder é como ser uma dama. Se tiver que lembrar às pessoas que você é, você não é)

Margaret Thatcher

Mises: A ação como ato de liberdade!

Caro amigo, para que você se sinta mais confortável com escreverei a seguir, vou pedir que você se acomode bem antes de dar prosseguimento à leitura desta postagem, caso esteja em um ônibus sentado, coloque seu fone de ouvido para abafar o som externo do ambiente; estando de repouso em casa, sugiro uma xícara saborosa de café ou chá para que se atente ainda mais ao texto; na hipótese de estar no trabalho, sugiro que você faça a leitura somente durante o seu horário de almoço, assim poderá ler com calma e certificará um entendimento claro do que foi lido, pois o que pretendo abordar, requer uma concentração grande no momento da leitura.
Após indicações de amigos e de minha enorme curiosidade em pesquisar e aprender, fui "seduzido" com a ideia de conhecer mais a fundo o trabalho do economista austríaco Ludwig von Mises, para poder entender e analisar com vocês aqui no blog, um pouco do pensamento deste autor que vem sendo "descoberto" mais recentemente no Brasil.
Ludwi…