sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Então é Natal!!!

Coisa engraçada essa, para mim, desde pequeno, o mês de dezembro sempre foi um mês especial. Quando criança o aguardava ansioso, já que  sempre foi sinônimo de família reunida e celebração. Lembro que achava estranho quando ouvia os adultos com as célebres e repetidas frases:"Não gosto desse mês", ou ainda, "Não gosto do Natal". Eu ficava com cara de paisagem sem entender. Como poderiam não gostar do Natal? Que mal fez o Natal a essas pessoas? Adultos, gente complicada essa!

Mas o tempo passou, e acredito não ter vivido um só mês de dezembro, sem ouvir de alguém a repetida frase:"Não gosto do Natal". Como não existe nada melhor que o tempo, finalmente já crescido tomei coragem para perguntar o motivo. 

Por que não gostar do Natal? Dezembro é um mês tão especial que a sábia natureza se renova. Não sei quantos já pararam para apreciar o sol de dezembro. Pode até ser impressão, mas ele brilha de forma majestosa. E as árvores? Nossa, basta passear pelas ruas para vê-las cobertas de flores. Os dias parecem mais convidativos, mais alegres. Dai vieram os shoppings e suas decorações maravilhosas, que encantam crianças e adultos.

Estamos chegando a mais um Natal, e continuo ouvindo das pessoas a mesma coisa: "Odeio essa época", "Não gosto de Natal". Ao questionar a razão, a resposta é sempre a mesma: "Tenho tristes lembranças". Tristes lembranças...Tristes lembranças... Parece até letra de bolero (Ops! Nada contra boleros).

Mas, enfim, entendo que é triste chegar ao Natal sem algumas pessoas queridas, mas não só no Natal. Claro que eu entendo, pois na minha vida falta não só uma pessoa. Toda ausência é sentida e por todo o ano, não somente no Natal. 

Nessas horas, frente aos sorumbáticos discursos, lembro de alguém muito, muito e muito especial, dona Odalea, minha mãe. Ela era a alegria materializada e o Natal era sinônimo de festa, mesmo quando havia algum tipo de dificuldade, financeira, muitas vezes.  Então, nesses momentos em que a saudade bate, lembro dela e imagino que estaria hiper feliz em ver que apesar de tudo e das dificuldades, o seu filho mais velho conseguiu chegar até aqui.


Mas enfim, é dezembro! É Natal despontando! É nascimento do Cristo! É mais uma oportunidade de sermos felizes e, o melhor, de mudarmos a nossa história e fazermos pessoas felizes também. Tem alguns que alfinetam: "Ah, a data é só comércio. É tudo falsidade! Eu nem acredito no Natal e esse papo de nascimento do Cristo é puro mito"

Tudo bem, respeito os que não acreditam, aliás, respeito a todos e todas as opiniões. Quanto a mim, também não acredito no bom e velho Noel, nem no Coelhinho da Páscoa...rsrs

É dezembro! É Natal! Prefiro me ocupar em ser feliz. 

E você, leitor, vai um Feliz Natal ai????

Nenhum comentário:

Parada!!!

Amigos do blog..devidos a questões pessoais, vou dar uma parada nas postagens aqui da página...quem sabe eu volte a escrever em breve!!!