quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Deleite...

Em homenagem ao amigo Ricardo Amaral, eis a Diva:


Conhecemos o teu valor...

Para muitos dentro da crônica esportiva nacional, as campanhas realizadas pelo Atlético Paranaense nesse ano de 2013 vem surpreendendo pela qualidade do trabalho realizado pelo clube nesse segundo semestre. Mesmo com um inicio de desconfiança, o Furacão manteve o seu planejamento e hoje os resultados estão aparecendo: O clube é o segundo colocado no campeonato brasileiro e finalista da Copa do Brasil, resultados expressivos para um clube que, ao mesmo tempo que disputa essas competições, se encontra envolvido na construção do mais moderno estádio da América Latina...

O planejamento realizado pela diretoria do Atlético contou com atitudes extremas, como por exemplo, abrir mão do campeonato estadual, disputado com um elenco sub 23 e que mesmo assim, chegou a decidir o campeonato e por pouco, não se tornou campeão paranaense. O maior objetivo do projeto sempre foi o de recolocar o clube em uma posição de destaque no cenário do futebol brasileiro, principalmente após amargar um ano disputando a série B do campeonato brasileiro de 2012. Esse objetivo foi conquistado e agora chegou a hora de ganhar a Copa do Brasil e trazer mais um título nacional para a galeria do clube, além de voltar para a Libertadores em 2014.

E tudo isso foi conquistado sem que o Atlético pudesse jogar uma só partida dentro de seu estádio (que está em fase de conclusão para servir de palco para a Copa do Mundo de 2014), o clube chegou a disputar jogos até fora do estado e mesmo assim, nunca perdeu o foco e a torcida, ah a torcida do Atlético, essa foi de uma importância sem tamanho nessa recuperação do time. Mostrou ao Brasil inteiro que, em termos de fanatismo e amor ao clube, não deve nada para nenhuma torcida do País.E, mesmo para um clube prestes a ter o mais moderno estádio da América Latina, o seu maior patrimônio é a sua torcida!!!

Que venha o título da Copa do Brasil, que venha a vaga na Libertadores do ano que vem e principalmente que venham muitos outros desafios, pois todos nós conhecemos o teu valor, Atlético!!!

Perguntar será que ofende:

O Kassab já foi ter aulas de "Eu não sabia de nada" com o ex-presidente Lula???

Cassado

O prefeito de Cascavel, Edgar Bueno (PDT), e seu vice, Maurício Querino Theodoro (PSDB), foram cassados pelo TRE/PR, em sessão realizada no dia de ontem Em decisão unânime dos 12 integrantes do Tribunal que julgaram o caso. Com a decisão, o  presidente da Câmara de Vereadores, Márcio Pacheco (PPL), deve assumir o cargo de prefeito da cidade  após fim dos prazos para recursos. Após esgotado esse período, novas eleições serão realizadas em Cascavel, essa eleição será disputada pelo segundo colocado, Professor Lemos (PT) e pelo terceiro colocado Jorge Lange (PSD).
Bueno foi acusado pela coligação liderada pelo professor Lemos de superfaturamento de campanha e criação de Caixa 2, além de difamação e calúnia contra a pessoa de Lemos. Esse é a quinta tentativa de cassação enfrentada pelo prefeito, que promete recorrer da decisão.
A coisa vai longe ainda, lá pelas bandas do Oeste do Paraná!!!

O começo...

O ano caminha para o seu final e com ele algumas reflexões que considero interessantes para compartilhar aqui com vocês, dentre elas, qual a avaliação que pode ser feita deste primeiro ano de Gustavo Fruet à frente da prefeitura de Curitiba? Como meus amigos sabem, apoiei e fiz aberta campanha nas redes sociais em favor da eleição de Gustavo, e o fiz por crer na possibilidade de um governo sério, inovador e comprometido com os principais anseios da sociedade curitibana...

Ainda permaneço com a mesma crença, após esse começo de ajustes e embates que a gestão municipal teve que enfrentar para consolidar a sua proposta de gestão (que em muitas aspectos, fere aos interesses daqueles que acreditavam serem os "donos" da cidade). Críticas forem feitas, decepções dos mais ingênuos vieram à publico, mas o que mais me chamou a atenção foi a seriedade e a serenidade com a qual o prefeito enfrentou e enfrenta essas dificuldades. Sem arroubos de insanidade como alguns políticos costumam fazer pelas bandas daqui e nem tampouco com "cases" de marketing para disfarçar a realidade como outros, Gustavo consegue (com muito trabalho e muita pressão, é verdade) colocar em prática aquilo que propôs com a sociedade durante o período de campanha eleitoral.

Alguma secretarias e órgãos públicos municipais ainda estão aquém das expectativas do próprio prefeito, penso eu,  mas a maioria das secretarias vem trabalhando com muita qualidade, buscando moldar a cidade com um perfil mais democrático e mais eficaz na sua gestão e isso é sim um enorme diferencial nas administrações municipais da capital paranaense. 

Os serviços funcionam. A saúde vem recebendo um "tratamento" de choque para voltar a atender o cidadão como ele merece. A assistência social que sempre foi tratada como uma mera forma de assistencialismo, vem mudando esse paradigma e começando a transformar usuários da assistência em cidadãos preparados para o mercado de trabalho. A cultura vem atuando muito mais próxima daquilo que podemos chamar de uma verdadeira política cultural e popular. O Turismo vem sendo elogiadíssimo pelas suas inovações e pela maneira profissional com a qual vem atuando, atraindo investimentos e turismo para a cidade. As finanças municipais que começam a entrar em ordem, após décadas de descalabros e  contratos, no minimo, mal feitos. A abertura da chamada "Caixa Preta" da Urbs, mostrando para a sociedade como as coisas estavam erradas naquele lugar e buscando dar transparência para esse empresa que é de vital importância para a cidade...

Enfim, considero um bom começo...poderia ser melhor? Eu gostaria que fosse, mas tenho certeza de que foi um começo muito melhor do que as condições reais permitiriam ser. Estou satisfeito em perceber que minha crença continua firme e forte nessa atual administração municipal de Curitiba!!!

Ressureição

Não, não...o título da postagem não tem nada de messiânico ou de divino (muito menos de sacrilégio), apenas reflete o significado dessa postagem de retorno (talvez o milésimo) deste blogueiro a este espaço virtual....

Devido ao acumulo de trabalho, passei um longo período sem escrever nesse espaço, meus 5 leitores devem ter desistido de esperar, agora que eu consigo equilibrar um pouco mais a minha rotina, resolvi voltar a escrever aqui e quem sabe dessa vez, eu fique por um bom período escrevendo...

Preciso reconquistar os meus 5 leitores...


Divirtam-se!!!

sexta-feira, 29 de março de 2013

320 belos anos!!!


Os que me conhecem sabem que eu não tive o prazer de nascer em Curitiba, vim de longe, assim como muitos que ajudaram a construir essa bela cidade. Mas foi em Curitiba que eu escolhi viver e onde pretendo (daqui a muito tempo, eu espero) terminar os meus dias. 

A cidade que hoje aniversaria é a cidade que já celebrou o aniversário de milhões de seres que encontraram no alto dessa cidade, um porto seguro para a s suas vidas. A Curitiba dos índios, europeus, africanos, árabes  mas principalmente, dos brasileiros. A cidade que sempre foi pioneira em suas ações, a que "guerreou" sem luta armada, que desenvolveu um estilo próprio de viver que serve de referencia para diversas cidades do mundo.

Curitiba do Atlético, Coritiba, Paraná Clube, onde um clube centenário possui um estádio tradicional em todo o País e onde um clube quase centenário está prestes a entregar à cidade um dos mais modernos estádios do mundo. Essa é Curitiba, com seus antagonismos  seus piás, seu leite quente, suas vinas e seu povo. 

Ah o povo curitibano, injustamente taxado de "fechado", mal humorado, mas que na verdade é apenas um povo trabalhador, que não perde tempo com futilidades e sim com amizades verdadeiras. Se você tem um amigo curitibano, você tem um amigo para a vida toda.

Essa é Curitiba, a jovem senhora que chega aos seus 320 anos com um espirito renovado, cheio de esperanças em dias melhores, em novas conquistas e com a certeza de que todos os curitibanos (nascidos aqui ou não) são completamente apaixonados por ela e que juntos estamos construindo uma cidade para mais 320 anos que venham pela frente...

Parabéns capital de todos os paranaenses!!!

segunda-feira, 25 de março de 2013

Quase apanho!!!

Ainda bem que nas redes sociais você ainda pode se expressar sem sofrer agressões físicas, ao menos na hora, senão acredito que eu seria espancado hoje por uma tribo de trogloditas patrulheiros que vivem rondando o mundo virtual...

Tudo porque eu fiz uma simples mas intrigante indagação: Tá...os mesmos que alegam que o pastor Feliciano não os representa (detalhe, não me representa também), não se indignam com o fato de sermos "representados" por Genoíno, João Paulo Cunha, Valdemar da Costa Neto???

Rapaz...quase apanhei mesmo...

Mas a dúvida continua: Você, cidadão de bem, se sente representado por mensaleiros no congresso nacional???

Resposta aos desocupados e traidores de plantão...

Tomo a liberdade de colocar aqui nesse espaço, a resposta do amigo Gerson Guelmann, sobre as especulações e idiotices que foram ditas sobre a sua saída do gabinete do prefeito para trabalhar ligado com a presidente da FAS Marcia Fruet. Eis a resposta:

"Nada é importante no IPCC. Não é importante o fato de colaborar com a SMS propiciando a manutenção de mais de 1.100 Agentes Comunitários de Saúde. Não é importante a Páscoa Solidaria. Nem a Usina de Valorização de Recicláveis, que, vejam só, tem meu nome na placa de bronze por ter sido construída à época em que exerci a presidência da extinta FREI. Nem a Unidade de Beneficiamento de Pet. Nem o projeto Jogo Limpo. Nem o Doe Calor. Nem o projeto Curitibaninhos. Nem o Eco-Cidadão com seus 15 barracões já instalados e outros 10 previstos, gerando empregos e contribuindo para um mundo mais sustentável. Nem as lojas Leve Curitiba. Nem a a chance de poder conclamar amigos que comungam da mesma paixão clubistica para que levem uma caixa de chocolates para doar aos que dependem de outros para alegrar seus filhos. Nem a perspectiva de poder ajudar a fazer da entidade um agente parceiro na viabilização dos programas e projetos da FAS, presidida por uma pessoa iluminada como a Márcia (aliás, essa é de cabo de esquadra: o prefeito me defenestra de uma Assessoria para que vá trabalhar ao lado de sua esposa…). Não é importante que aos 65 anos, após ter contribuído modestamente para a eleição do candidato que espero venha passar para a história como o grande transformador da Curitiba do século XXI, eu tenha a chance de voltar à área onde comecei minha carreira na vida pública. Não é importante estar com o coração a ponto de explodir de felicidade por poder planejar ações em favor dos desvalidos. Os sérgios, josés e iemes estão certos. Importantes são os pulhas que se escondem no anonimato. Importantes são os canalhas que faziam parte de esquemas para fraudar e auferir lucros à custa do Erário. Importantes são os derrotados que estavam certos da vitória e viram seus projetos ruir no entardecer de 7 de outubro, quando foi decretado seu armageddon particular. Importantes são eles, esses seres que pensam fazer de mim, pequeno que sou, o objeto de suas vingançazinha por não terem sabido escolher o lado certo. Importantes são eles que estão querendo aprender o que há muito estou querendo esquecer. Importantes são eles que quando a gente aponta para uma estrela, olham para a ponta de nosso dedo. Aos importantes deixo os versos do desimportante mas imortal Mário Quintana:

“Todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão…
Eu passarinho!”

Minha coluna dessa semana na Gazeta 24 Horas


Morte anunciada

Na semana que passou, mais de 30 pessoas morreram em consequência das chuvas na serra Fluminense, principalmente na cidade de Petrópolis, eu assisti no programa“Fantástico” da rede Globo, que existiam estudos mostrando eu esse desastre todo poderia ter sido evitado. Mas nada foi feito a respeito, no intuito de proteger a população da região, o que acabou gerando mais essa quantidade de mortes em decorrência das chuvas. Os estudos foram realizados durante os anos, de 2007 a 2010. Nesse período, um grupo de geólogos, geógrafos e engenheiros percorreu o bairro Quitandinha, que fica em Petrópolis, na serra fluminense. Essa é uma região frequentemente atingida por chuvas e deslizamentos.
Em 2011, foram mais de 900 mortos. Essa semana, só em Petrópolis, morreram 33. E a pergunta que eu faço é muito simples: Por que nada foi feito para prevenir que a tragédia voltasse a acontecer e matasse, novamente, pessoas da mesma maneira que vem acontecendo há anos sem que nada seja feito para resguardar vidas? Mas isso é muito mais comum, infelizmente, que possamos imaginar. As políticas nesse País são feitas não com o intuito da prevenção e sim da reação. Somente após acontecer algo muito grave, é que a maioria de nossos governantes toma alguma atitude para que providências sejam feitas.
Todo político em campanha fala em planejamento, em ações para combater esse ou aquele problema. Mas poucos acabam sendo aqueles que, de fato, têm a responsabilidade e o compromisso de planejar ações visando a melhoria da sociedade. Muitas vezes é necessário que as ações a serem tomadas não sejam populares, mas imprescindíveis para que seja possível governar visando um objetivo maior. E quando um gestor começa a fazer isso, as “oposições” e oportunistas de plantão, passam a atacar esse gestor, pela coragem de encarar os problemas de frente. Planejamento significa conhecer o histórico do local que será administrado, suas características e suas dificuldades, para que ações eficazes possam acontecer. Começo a ver alguns governantes com essa característica, um enorme avanço político de nossa sociedade.
Mas ainda existem aqueles membros da chamada “velha” política. Aqueles que se preocupam apenas com seus interesses pessoais ou corporativos, deixando a população como segundo plano. Aparecem nos momentos de tragédia para trazer a sua “solidariedade” com as famílias das vitimas, tomarem medidas reativas e de pouca eficácia. Eu tenho um sonho de ver esse País sabendo escolher melhor os seus representantes e que cobrem dos eleitos, os compromissos assumidos nas campanhas eleitorais. Sonho com uma sociedade que entenda o seu papel político e sua força de organização e participação. São utopias? Pode ser, mas quero muito que isso aconteça e que tragédias como as da serra fluminense e a que aconteceu no litoral do Paraná, possam ser evitadas e não tratadas como “fatalidades”.
Uma ótima semana para todos!

terça-feira, 12 de março de 2013

Fumaça preta!!!

Não, não...não estou falando do resultado da primeira votação do Conclave que vai escolher o sucessor de Bento XVI, a "fumaça" ficou preta foi no plenário da assembléia legislativa do Paraná, pois o deputado Ademar Traiano (PSDB) apresentou uma queixa ao presidente da casa deputado Valdir Rossoni (PSDB) de que foi agredido verbalmente pelo deputado Fabio Camargo (PTB)..logo em seguida, o deputado Fabio Camargo foi até o presidente Rossoni e também soltou o verbo...

Ninguém quis falar sobre o assunto depois, mas a coisa foi tão feia, que o presidente Rossoni interrompeu a sessão para reclamar da atitude de Fabio Camargo.

O certo é que, as coisas ficaram feias aqui pelas bandas do legislativo paranaense...

segunda-feira, 11 de março de 2013

A coluna que escrevi para a Gazeta 24 Horas dessa semana


Eleições 2014

Não quero que o meu amigo leitor se assuste com o título da coluna, não me arrisco a prever e nem mesmo sei o que vai acontecer. Mas, de uns anos para cá, venho me perguntando quais as intenções dos assessores do governador Beto Richa ou se ele esta tomando algumas decisões inoportunas a sua gestão. Algumas das ações de governo parecem não terem sido analisadas na integra prevendo suas consequências e de suas complicações na ação imediata e ao longo do tempo. Uma delas, foi não ter apoiado a candidatura de Gustavo Fruet e incorrido ao erro de lançar o seu vice, Luciano Ducci.
Os resultados todos já sabem, não só Fruet se tornou prefeito, como, ao se aliar com o PTfavoreceuna capitala candidatura de Gleisi Hoffmann ao governo do estado em 2014.
Outra decisão precipitada do governo atualfoi não renovar o subsídio que ele mesmo criou, ano passado, para segurar o preço da passagem de ônibus na região metropolitana de Curitiba.
Os problemas no transporte coletivo tiveram início quando candidato à prefeito, Richa, então vice prefeito de Cássio Taniguchi, segurou o preço da tarifa das passagens de ônibus para se beneficiar eleitoralmente disso, causando um enorme rombo no sistema, que de acordo com as mesmas fontes na prefeitura, já passa de 200 milhões de reais. Para diminuir o prejuízo algumas fontes da prefeitura já me deixaram claro que a atual gestão de Fruet não pensa em terminar a integração com a região metropolitana, que a equipe do prefeito vai revisar os parâmetros do convênio entre a URBS e a COMEC. Não podemos esquecer que,
O último movimento do governador foi o de retirar o imposto sobre o diesel para as empresas de ônibus que atuam nas regiões metropolitanas do Paraná. Foi mais uma ação para buscar diminuir o impacto da retirada do subsídio da região metropolitana de Curitiba. Mas estudos da URBS mostram que essa medida afeta em cerca de R$ 0,03 no valor das passagens. Os prefeitos da região metropolitana de Curitiba se reuniram na última sexta feira para lançarem uma nota alegando estarem unidos contra o corte do subsídio do transporte público da região metropolitana de Curitiba.
O amigo eleitor que não é de Curitiba ou região metropolitana deve estar se perguntando o que tem isso a ver com as eleições de 2014? Essas açõestodas mostram que teremos uma grande disputa nessas próximas eleições. Que o processo já está em curso e quais serão os seus principais personagens, o governador vai tentar sua reeleição e terá como principal oponente o grupo que apoia a presidente Dilma aqui no estado e que conta com o prefeito de Curitiba, um de seus expoentes. Ainda é muito cedo para qualquer prognóstico, mas é bom que o leitor já comece a perceber os movimentos que estão se realizando.
Uma ótima semana para todos!!!

Estréia


Na tarde de hoje estreou o programa "Vida News" apresentado pela jornalista Luciana Pombo e no qual, eu participo com intervenções da assembléia legislativa do Paraná..O programa tem como característica as informações políticas, culturais, esportivas...enfim, um programa cheio de informação para as tardes curitibanas.

O programa é transmitido pela rádio Vida e pode ser ouvido das 15:00 às 16:00, pela 92,9 FM...aguardo a audiência de todos!!!

quarta-feira, 6 de março de 2013

Depoimento de Curió



A Comissão da Verdade, instalada pela presidência da República para apurar crimes cometidos durante o regime militar, começa este mês a série de audiências com militares que participaram diretamente no combate a grupos subversivos.
O primeiro a ser ouvido será, nada mais nada menos, Sebastião Rodrigues de Moura, o Major Curió, um dos mais polêmicos personagens ligados ao regime ditatorial brasileiro. Convidado esta semana, ele aceitou depor para o grupo de trabalho em Brasília.
Em agosto passado, apesar da anistia ampla, Curió foi denunciado pelo MP Federal por sequestros e mortes de guerrilheiros no Araguaia (TO). 
A Justiça Federal do Pará acolheu ação do MPF contra Curió, por sequestro e morte de cinco guerrilheiros em 1973. O militar mora em Brasília, tem 78 anos, e apesar do título é tenente coronel da reserva do Exército. Foi ele quem comandou o combate à Guerrilha do Araguaia no inicio dos anos 1970.

Fundo Republicano de Campanha



A lei que cria um novo modelo de financiamento de campanha foi aprovada ontem, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O novo modelo será chamado de Fundo Republicano de Campanha, o projeto acrescenta à Lei das Eleições dois artigos que estabelecem novas distribuições para as doações e contribuições de pessoas físicas e jurídicas aos candidatos. 
Pelo texto do relator do projeto, senador paranaense Sérgio Souza (PMDB), os valores serão divididos em três partes iguais: para a conta de campanha do candidato, para as contas do partido e para o Fundo Republicano de Campanha.
A proposta prevê ainda que o fundo, destinado ao custeio da campanha de todos os candidatos, também seja constituído por um terço das doações aos partidos e coligações, pelas doações feitas diretamente a ele e por dotações orçamentárias. A administração desse Fundo caberá ao TSE.
O relatório foi aprovado, tendo como votos contrários, os senadores tucanos Alvaro Dias (PR) e Aloysio Nunes Ferreira (SP). 
Na justificativa do projeto, o autor, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) destacou que a intenção da mudança na legislação é diminuir as desigualdades "de competição motivada pelo poder econômico, fortalecer as finanças partidárias e aprimorar o controle de gastos e desvios de recursos de campanha."
Agora o projeto segue para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em caráter terminativo. Caso nenhum senador peça, por meio de apresentação de recurso, a votação da matéria no Plenário do Senado, o projeto seguirá diretamente para a Câmara dos Deputados.
Vamos aguardar para ver se essas mudanças causarão os efeitos pretendidos pelo seu autor e pelos senadores que o aprovaram.

Tiro no pé e no bolso...da população!!!

De uns anos para cá, eu venho me perguntando que tipo de assessoramento está sendo dado ao governador Beto Richa ou se ele próprio é quem anda pensando com tanta inabilidade em assuntos importantes de sua gestão. Não é possível acreditar que tantas bobagens tenham saído do palácio Iguaçu, sem que ninguém tenha alertado o governador de suas consequências e de suas complicações. Talvez a mais grave de todas tenha sido abrir mão de ter Gustavo Fruet ao seu lado, apostando que seu prestígio pessoal iria alavancar a eleição de seu vice Luciano Ducci (como se Beto fosse a única liderança reconhecida na capital). O resultado todos já sabem, não só Fruet se tornou prefeito, como, ao se aliar com o PT, deu o "palanque" que faltava na capital para a candidatura de Gleisi Hoffmann ao governo do estado em 2014.

Se não bastasse isso, o governador, tomou mais uma decisão que pode ser um "tiro no pé" (só que dessa vez, o "tiro", acerta no bolso da população também). Ao decidir não renovar o subsídio que ele mesmo criou, em ano eleitoral, para segurar o preço da passagem de ônibus e não criar esse problema para o seu candidato, o governador vai criar um enorme problema que vai afetar não somente o preço da passagem na capital, mas o preço da passagem em toda a região metropolitana de Curitiba. A URBS não tem como manter a integração do transporte coletivo com a região metropolitana, sem que a tarifa pule para mais de R$ 4,00 o que deixa a situação muito complicada para a empresa curitibana de sustentar uma integração nesses moldes.

Algumas fontes da prefeitura já me deixaram claro que a atual gestão de Fruet não pensa em terminar a integração com a região metropolitana, que a equipe do prefeito vai revisar os parâmetros do convênio entre a URBS e a COMEC. Não podemos esquecer que, quando candidato à prefeito, Richa, então vice prefeito de Cássio Taniguchi,  segurou o preço da tarifa das passagens de ônibus para se beneficiar eleitoralmente disso, causando um enorme rombo no sistema, que de acordo com as mesmas  fontes na prefeitura, já passa de 200 milhões de reais.  O jogo ai é político e não administrativo, o governador quer passar para a "conta" política do prefeito, o ônus de aumentar a passagem de ônibus muito acima do que vinha sendo realizado e com isso, criar um problema político grande para o prefeito e seus aliados (isso ficou bem claro na declaração do líder do governo na assembléia deputado Traiano, dizendo que "o prefeito quer empurrar o problema das passagens para se livrar do problema").

A responsabilidade da prefeitura existe e ela está cuidando disso,aliás,  com uma transparência que eu ainda não tinha visto na gestão municipal. Agora cabe sim, ao governo do estado, vir de público explicar por que o subsídio foi dado em 2012 (insisto, em ano eleitoral) e agora, que o prefeito não é mais seu aliado, esse subsídio acaba sem nenhuma outra explicação, colocando em risco o sistema de integração do transporte coletivo da região metropolitana de Curitiba. O próprio secretário de Desenvolvimento Urbano ratinho Junior declarou em entrevista à rádio CBN que a possibilidade de acabar a integração na rede metropolitana é um absurdo e que jamais iria acontecer e que sua secretaria não mediria esforços para a permanência do sistema (em tempo, a COMEC é subordinada a secretaria de Desenvolvimento Urbano).

E agora? O que fazer? Será que nenhum dos vários assessores do governador chegou com ele e mostrou que essa ação pode se reverter contra ele nas eleições do ano que vem? Que ao invés de deixar o prefeito como "responsável" por isso tudo, a população comece a perceber de onde vem o problema? Bem, espero que o bom senso prevaleça e que o governador entenda que não se pode fazer política dessa forma. Governo do estado e prefeituras devem ser parceiros, quando o interesse da população está em jogo. E nesse caso, o interesses de milhares de pessoas está muito em jogo. Sinceramente eu espero que essa situação possa ser resolvida da maneira mais correta e sem nenhum prejuízo ao usuário do transporte coletivo da região metropolitana. Caso contrário, a população vai saber de onde saiu o "tiro" que acertou o seu bolso!!!

Choro pelo Chorão...


Fui acordado com a notícia da morte do Chorão, vocalista da banda "Charlie Brown Jr". Chorão foi encontrado morto na madrugada de hoje, em seu apartamento, no bairro de Pinheiros em São Paulo. Chorão tinha 42 anos e a causa de sua morte ainda não foi confirmada a causa da morte do músico, o laudo da necrópsia sairá em 30 dias. Segundo a polícia, Chorão foi encontrado de bruços, com as mãos machucadas. O apartamento estava todo revirado e com vários vestígios de sangue, segundo parentes do cantor, ele se encontrava bastante abatido com a separação da esposa. A polícia não descarta nenhuma hipótese sobre a morte do vocalista.

Alexandre Magno Abrão, o Chorão, foi o vocalista e fundador da banda "Charlie Brown Jr", que foi  criada na década de 90, e foi o único integrante que permaneceu na banda em suas diversas mudanças de componentes. Chorão tinha um temperamento muito forte, frequentemente discutia com os membros da banda e chegou até mesmo a ser detido em 2007, no aeroporto de Fortaleza, após agredir o Marcelo Camelo da banda "Los Hermanos".

Em 20 anos de estrada, Chorão deixou várias músicas de sucesso, que marcaram a geração 90/2000. O grupo vendeu cerca de 5 milhões de discos. Venceu o Grammy Latino de 2009, com o álbum "Camisa 10 joga bola até na chuva". Além da banda, Chorão também era roteirista e adorava skate (tanto que era dono da "Chorão Skate Park" uma pista de skate indoor em Santos). Chorão deixa um filho de 23 anos e uma geração inteira de jovens que cresceram ouvindo suas músicas e tendo nele, uma influência.

Vá em paz, Chorão!!!

Adiós Comandante!!!


Ontem chegou ao fim a agonia do presidente da Venezuela Hugo Chávez, após anos enfrentando um câncer tendo passado pela quarta cirurgia, o comandante da revolução Bolivariana (seja lá o que isso queira dizer) veio a falecer na tarde de ontem, no hospital militar de Caracas. Chávez passou por um longo tratamento em Cuba, para onde foi a cerca de dois meses atrás e depois disso nunca mais foi visto (existem suspeitas de que Chávez morreu em Cuba e que sua morte só foi anunciada ontem, em função de acordos para que o seu vice presidente Nícolas Maduro assuma o poder). O certo é que, com a morte de Chávez, a Venezuela vai passar por um novo processo de governo, os venezuelanos terão que definir se a Revolução Bolivariana permanecerá no poder, agora sobre a chefia de Maduro, ou se o País volta a viver um processo democrático de alternância de poder sem deixar de lado as conquistas chavistas.

Em um País democrático, a morte de um presidente causa bem pouca alteração no processo de transição política. Basta seguir as leis estabelecidas pela constituição do País. Mas a Venezuela está longe de ser um País democrático, sua constituição foi imposta por Chávez com a força do exercito e com o apelo de programas assistencialistas direcionados aos mais miseráveis. Mesmo assim, Nícolas Maduro terá que passar por cima da tal constituição bolivariana, pois Chávez não chegou a tomar posse, portanto, diz a tal constituição, que devem ser convocadas novas eleições.

Chávez foi um caudilho, um líder personalista e populista, que usou da máquina do exército para se manter no poder (Chávez foi eleito democraticamente em 1998, porém, ao assumir o poder se valeu de sua influência no exército para dar um golpe e permanecer no poder). Maduro não tem o mesmo carisma de Chávez. Existem divisões internas dentro do grupo chavista. E a oposição já mostrou que, unida, pode conseguir derrubar o grupo bolivariano. Por outro lado, Maduro terá um cadáver como cabo eleitoral, poderá usar a agonia do comandante para buscar se manter no poder e levar adiante a chamada Revolução Bolivariana (insisto, seja lá o que isso queira dizer). Somente os próximos movimentos políticos poderão dar o tom do que pode acontecer com a Venezuela, um País que teve conquistas na educação e na saúde, mas que vive exclusivamente da riqueza do petróleo, com uma inflação altíssima, com uma violência interna enorme e que precisa voltar a ser um País democrático, de liberdade de expressão, de imprensa livre e que consiga reerguer a sua economia.

Desejo o que for melhor para o povo venezuelano, que ele seja soberano para decidir qual o melhor caminho que deva seguir e que sejam respeitadas as regras constitucionais (mesmo que impostas por Chávez) e que não venham usar um cadáver como escudo para a manutenção no poder.


segunda-feira, 4 de março de 2013

Absurdo


Era só o que faltava, o deputado federal e pastor evangélico Marco Feliciano (PSC/SP) lançou uma campanha pelas redes sociais para ser indicado a presidir a comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Um abaixo assinado teve mais de 50 mil assinaturas pedindo para que Marco Feliciano seja aceito na presidência de tamanho significado, como a dos Direitos Humanos. 

Até ai tudo bem, é legitimo que um parlamentar pleiteie assumir qualquer cargo nas comissões da Câmara Federal, a questão e que Feliciano é conhecido pelas suas posições racistas, homofóbicas e de extremo mal gosto contra diversos assuntos que fogem completamente do sentido para alguém que pretende lidar com os chamados "Direitos Humanos".

O deputado se diz perseguido pelo que ele chama de "Ativismo Gay" e alega que tem todo o direito de assumir a presidência da comissão. O certo é que, eu me dei ao trabalho de verificar o que o deputado costuma dizer em suas redes sociais e pude, caros amigos, constatar a quantidade de absurdos que o referido deputado costuma postar. Alega que os africanos são "raça inferior", são os responsáveis pelos males da humanidade e outros absurdos mais que nem convém aqui falar.

Espero que haja bom senso por parte do PSC para que não indique o nobre (?) deputado para assumir a presidência da comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal. Os direitos humanos no Brasil já não são levados a sério, imagine com um racista e homofóbico assumindo um cargo tão importante quanto esse.

Coluna na Gazeta 24 Horas


Novo jeito

Passei esse final de semana andando pelas ruas de Curitiba, aproveitando os belos dias de sol que aconteceram aqui na capital paranaense. Uma caminhada pela cidade é sempre boa para pensar na vida, para refletir sobre decisões a serem tomadas e principalmente para observar as pessoas. Gosto de observar as pessoas andando de um lado ao outro, em sua pressa de sábado e sua preguiça de domingo. Percebi muitas famílias passeando de bicicleta, pela ciclovia do centro (tão questionada) e dai me veio uma observação que julgo importante para comentar aqui: Eu vi membros da secretaria de esportes nas ruas, orientando as pessoas e distribuindo material de educação e conscientização do uso da ciclovia e não apenas pessoas com bandeirinhas que indicavam a existência do espaço.
Mas o amigo leitor irá se perguntar: O que isso tem de importante? A importância esta na mudança de postura da administração municipal, do jeito de tratar o cidadão. Não enxergo mais aquela distância quase “imperial” da gestão passada em relação as pessoas, hoje eu percebo que existe uma orientação para que cada membro da gestão dialogue com a população (não que isso seja algo inédito, mas tem muito tempo que não acontecia), que não se tome decisão nenhuma, sem que haja um estudo prévio e uma consulta á sociedade. Confesso que não sei se isso vai perdurar até o final dessa administração, acredito que o prefeito Gustavo Fruet tenha esse desejo, mas existem coisas na política que não dependem apenas da vontade do gestor. Porém o que começo a constatar é que essa característica de administração veio para ficar e tem tudo para se transformar na “marca” dessa administração.
Torço muito para que esse “novo jeito” se espalhe por todas as administrações municipais do Paraná, que cada prefeito passe a dialogar mais com a população e não somente faça aparições públicas em eventos ou inaugurações. Que viva de fato o dia a dia da cidade (em cidades menores isso é mais fácil, em função do próprio tamanho, mas mesmo assim, muitos prefeitos depois de eleitos, se isolam da população). O prefeito e os vereadores são os políticos mais próximos do cidadão. São eles os primeiros a sentir a real necessidade da sociedade em que vive, mas para isso acontecer de fato, é necessário está atento ao que acontece na cidade e para isso, tem que manter uma aproximação grande com a população.
Sinceramente eu espero que a prefeitura de cada um de vocês, caros leitores, esteja mais próxima do que a gestão anterior, que o dialogo esteja acontecendo e que essa nova gestão seja melhor que a anterior (mesmo que o gestor seja o mesmo), para que o Paraná seja um estado onde a população tenha mais respeito por parte de seus governantes e cada vez mais, cumpra o seu dever de fiscalizar e cobrar melhorias para todos e não somente para um pequeno grupo.
Uma ótima semana para todos!!!

O texto da colunista Dislene Freitas para a Gazeta 24 Horas


O enigma de Curitiba

Para quem se permite, viver a vida é uma grande surpresa e então eu me permiti. Depois de uma semana muito intensa de estudos, trabalho e felizes reencontros, recebi de minha amiga Luce Scettro um convite para assistir uma peça de teatro, amo teatro, aceitei o convite.
A peça O Enigma é um delicioso presente para a plateia que é chamada para participar e desvendar os mistérios apresentados pelo elenco, inspirada no livroAssassinato no Expresso Oriente, de Agatha Christie, a trama curitibana ocorre no ano de 1945 com fatos históricos da Era Vargas.
A peça é ambientada nos vagões do Trem de Luxo da Serra Verde Express na Estação Ferroviária, elenco e plateia embarcam e viajam juntos no estilo Sherlock Homes para investigar as duas mortes misteriosas no trajeto de Curitiba para Paranaguá.
A peça-viagem é uma proposta inovadora que reacende o desejo pelo teatro, pela narrativa, pelas relações humanas, espetáculo a parte é perceber a imaginação e a reação da plateia que se emociona, que se transporta em cada ato, em cada informação, em cada apito do trem.
Para quem mora ou estará em Curitiba nos dias 07, 08, 09 e 10 de março e se interessou pelo formato eis a oportunidade, pois temporada de 2013 está em sua última semana de apresentação, também nos anos anteriores de 2010, 2011 e 2012 a peça O Enigma foi apreciada e aprovada por aqueles que não somente assistiram, mas também conduziram a trama e a comédia, pois rir e fazer rir são as melhores formas de compreender a vida e ser feliz.
Juscelino Zilio é o diretor e também é o responsável pelo texto, em uma parceria com Carla Rodrigues, sua assistente de direção. A direção de produção é de Mevelyn Gonçalves, que conta com uma premiada equipe de criação, como Marcelino Miranda, ganhador de seis troféus Gralha Azul, no figurino e na maquiagem e Cleber Hidalgo na sonoplastia.
Compõem o elenco Odair Gomes, Ana Paula Machado, Claudia Minini, Dayres De Conto, Paulo Marques, Ise Ayres, Lilian Marchiori, Juscelino Zilio, Moa Leal, Rafael Pedretti, Carla Rodrigues e William Barbier.
Que cada vez mais possamos ter agradáveis surpresas e também que cada vez mais se faça arte em locais inusitados e inovadores, outra questão ao final do espetáculo que me reacendeu foi o desejo pela reativação do modal ferroviário para o Brasil, que venha o trem.
Caros e amados leitores da Gazeta 24 Horas, excelente semana de trabalho e de excelentes surpresas.
Serviço:
Gênero: Comédia
Classificação: Livre
Horário: de quinta a domingo – 20h
Temporada: de 24 de janeiro de 2013 a 10 de março de 2013
Local: Saguão Serra Verde Express (Estação Ferroviária)
Mais informações, clique aqui 

domingo, 3 de março de 2013

Queimou a foto!!!

Essa foi boa, um  padre, em uma pequena cidade italiana de Castelvittorio (noroeste do país, próximo à fronteira com a França), chamado Andrea Maggio, queimou , em plena  missa, uma foto de Bento XVI diante dos fiéis, após gritar que um papa não abandona seu rebanho. A informação foi dada pelo prefeito local, Gianstefano Orengo, à imprensa!!!

"Foi um gesto surpreendente, cometido na frente de mais de dez crianças. Pode ser que dom Andrea esteja atravessando um momento delicado do ponto de vista psicológico, mas, de qualquer forma, é um gesto muito grave", disse o prefeito.


A cena ocorreu em uma missa matinal e, poucos minutos após ela começar, o padre pegou uma foto de Bento XVI que estava perto de um candelabro e a ateou fogo, perante os olhos surpresos dos fiéis...

A justificativa de Andrea Maggio foi a de que nenhum pastor pode abandonar o seu rebanho. Para ele, a atitude de Bento XVI foi de uma extrema covardia e que não pode admitir que o supremos sacerdote da igreja tenha algum motivo que não permita a sua permanência no cargo.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Amor incondicional


"Durante uma semana, a vida de Max e Lua foi esperar. O cheiro, a voz, os afagos, tudo faltava, alguma coisa estava fora de lugar. Afoito, o casal de cães labradores passou os dias às margens de uma lagoa em Araçatuba (a 527 km de São Paulo)....

Os dois correram em círculos, farejaram a grama. Estavam, na verdade, aguardando que o dono, o vigilante Luís Almeida, 46, voltasse logo.

A espera começou em 18 de fevereiro, um dia depois de Luís morrer afogado naquela lagoa, próxima à chácara de sua família.Max, 2, e Lua, de sete meses, que nunca haviam colocado as patas ali, passaram a se arriscar naquelas águas.

"Eles andavam de um lado para o outro e, bem no local onde o Luís afundou, ficavam nadando em círculos", conta a cabeleireira Analiete Almeida, 43, viúva do vigilante.

"Na margem, bem onde ele foi socorrido, eles ficaram cheirando por muito tempo."
Cansados, tristes e se alimentando pouco, Max e Lua continuavam irredutíveis até serem retirados da chácara no início desta semana."

Esse é um trecho da matéria do sítio da UOL sobre esse casal de cães que passou uma semana esperando pelo seu dono que havia morrido. Mostra bem o que significa o termo "Fidelidade canina". Ah se os seres humanos fossem tão leais quanto são os cães!!! Você que tem o seu cão, saiba que você tem um amigo, parceiro, para o resto de sua vida e, dependendo da situação, até após a vida...

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Semelhanças

O ex-presidente Lula não se aguenta mesmo, em um evento realizado hoje na sede da CUT em São Paulo, ele seus adversários, afirmou que eles têm "bronca" dele e da presidente Dilma Rousseff e avaliou que a oposição e os formadores de opinião pública nunca quiseram a eleição dos dois... 

"Essa gente nunca quis que eu e a Dilma ganhássemos as eleições, que a gente fosse progressista", disse o ex-presidente, durante evento em comemoração aos 30 anos da Central Única dos Trabalhadores (CUT). "A bronca que eles tinham de mim era (em relação ao) meu sucesso e agora é o sucesso da Dilma."

E tem mais, Lula se comparou ainda ao ex-presidente norte-americano Abraham Lincoln em relação, segundo ele, aos ataques sofridos na imprensa. 

"Eu fiquei impressionado como a imprensa batia no Lincoln em 1860, igualzinho batem em mim. E o coitado não tinha nem computador. Ia para o telex ficar esperando", disse Lula, contando que está lendo (o que mostra que o ex-presidente mudou seu hábitos, pois já chegou a dizer que a leitura lhe fazia doer a cabeça) a biografia do ex-presidente norte americano...

E nesse ponto eu quero traçar um paralelo entre essas duas figuras e talvez achar a tão semelhança entre ambos:

Lincoln foi o primeiro presidente eleito pelo partido republicano, Lula foi o primeiro presidente eleito pelo PT.

Ambos foram reeleitos presidente.

Lincoln era o "queridinho" do país, apesar de ter uma política muito questionada devido o fato de não gostar de se expor e ter posições dúbias relacionadas a temas importantes para o país, assim como Lula.

Lincoln ficou conhecido por libertar os escravos, Lula ficará conhecido por "libertar" os mais pobres.

Lincoln era de um partido com ideias conservadoras, mas que acabava tomando posições que, para a época, eram taxadas de progressistas. Muito parecido com Lula e seu conservador partido.

E por último, ambos são utilizavam de meios desonestos para vencer suas questões no parlamento. Podemos até dizer que Lincoln é um precursor do Mensalão, que depois será bem aperfeiçoado na gestão de Lula.

Portanto, é possível sim, que o ex-presidente brasileiro esteja correto ao se comparar ao ex-presidente norte americano. Suas semelhanças até são bem visíveis  Resta saber como a história irá reconhecer Lula no futuro, pois a história foi muito "bondosa" com Lincoln, deixando de lado tudo que pudesse manchar a imagem de grande homem e de político ligado ao povo. será que Lula conseguirá isso?

Fim da Quadra Cultural???


Eu acabei de ler nas redes sociais que o Ministério Público está estudando a possibilidade de entrar com um pedido para acabar com a "Quadra Cultural", alegando que o evento (que e público, gratuito e de qualidade), causa transtornos para os moradores da região do bairro São Francisco, onde o evento ocorre...

Eu a esperar para checar a informação antes de publica-la aqui no blog, mas como eu achei uma coisa tão estapafúrdia, que achei melhor levantar logo essa bola aqui para que os leitras possam se mobilizar para que, caso a notícia seja verdadeira, a "Quadra" continue por muitos anos alegrando as tardes curitibanas.

Vale lembrar que por causa de um abaixo assinado de 140 assinaturas, a pedreira Paulo Leminsky ficou dois anos fechada. Então é bom não duvidar da "competência" do M.P em tomar atitudes completamente imbecis, baseando-se em uma visão ultrapassada e reacionária de "bem estar público". Espero que isso não passe de boato ou de mera especulação, pois em uma cidade que pretende recuperar a sua veia cultural, acabar com a "Quadra" seria um retrocesso.

Lembrando que a "Quadra Cultural" é uma iniciativa popular, organizada pelo Magrão que é dono do bar "O Torto" e que movimenta, não só cultura, mas muito investimento para a cidade.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Deputada Renata


Eis que, os eleitores de Curitiba não aceitaram, os italo sul americanos resolveram apostar. Renata Bueno foi eleita a primeira brasileira a ocupar uma cadeira no parlamento italiano.

A Itália destina 04, de suas 640 vagas no parlamento, para representantes italo sul americanos. Renata vai defender os interesses desses eleitores aqui das Américas. Em meio a turbulência política italiana, desejo sucesso para a nova deputada!!!

Dos males...


Eu estava refletindo sobre a fúria de alguns selvagens contra a presença da blogueira cubana Yoani Sanchez em sua recente visita ao Brasil. E assistindo a várias entrevistas concedidas por Yoani aqui no País e pude perceber que ela nem de longe me parece ser uma "direitista" ou "agente da CIA", na verdade, Yoani pode ser considerada até como uma social democrata, "esquerdista".

Suas posições se parecem muito com as que muitos de seus algozes, pregavam até pouco tempo atrás. Sua luta é por liberdade de expressão, por eleições livres, por alternância de poder. Em nenhum momento ela se mostrou contrária às conquistas sociais da revolução. Não é contrária a saúde e educação gratuita e de qualidade, mas ela não quer só isso. em nenhum momento ela fala em golpe ou em revanchismo. O que ela busca é o direito de se expressar sem a censura do governo. Que a família Castro deixe o poder e que volte a ter eleições livres.

Os selvagens opositores de Yoani deveriam dar graças aos céus se as ideias da moa se tornem realidade na ilha. Penso nos exilados cubanos que vivem na Flórida (EUA). esses sim, são a chamada "direita raivosa", caso voltem à Cuba, irão proporcionar um verdadeiro "banho de sangue", uma série de perseguições aos apoiadores do atual regime. Seria uma nova guerra civil. Portanto, é bom que os selvagens agressores de Yoani pensem bem em quem jogar sua ira esquerdista, pois Yoani é "café pequeno" perto dos cubanos da Flórida...


Blog

Já está na rede, em carater experimental, o novo blog da Rede Mercosul. Com atualidades, programação da TV, link para a rádio Vida 92,9 FM e com outros blogs (este blog se sente honrado em fazer parte desta lista)...

Acessem... http://redemercosul.blogspot.com.br/

Fogo amigo (?)

Em conversa com o presidente da CUT Wagner Freitas e com o presidente da Força Sindical Paulinho da Força, o ex-presidente Lula disse que a ministra chefe da casa civil Gleisi Hoffmann esta com dificuldades em conduzir a MP dos Portos em função de não entender muito do assunto. Lula disse que conhece bem a realidade dos trabalhadores portuários e que não é possível permitir que o governo retire direitos conquistados...

Em período pré eleitoral, é isso que eu chamo de "fogueira amiga"...como será a reação de Dilma e Gleisi???

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

A coluna dessa semana na Gazeta 24 Horas


Bipartidarismo

Na semana que passou, foi dada a largada para as eleições presidenciais de 2014. Em um ato em São Paulo (comemorando os 10 anos do partido no poder), o PT deixou claro para quem quisesse ouvir, que Dilma Rousseff será a candidata do partido à reeleição, inclusive com as bênçãos de Lula, seu “padrinho” politico e principal cabo eleitoral de sua campanha. No mesmo momento, em Brasília, Aécio Neves vazia um longo discurso na tribuna do senado, onde mostrava o que ele considerou as “13 falhas do PT no governo”, onde, na prática, assumiu a condição de pré-candidato do PSDB à presidência da república.
E aqui no alto de minha ignorância, me perguntei: Por que ambos, PT e PSDB,no “lançamento” de suas candidaturas, fizeram questão de mencionar um ao outro? E a resposta me pareceu muito clara: Os dois partidos querem se enfrentar em 2014 e não querem correr nenhum risco de serem surpreendidos por nenhuma “novidade” na eleição (entenda-se ai Marina Silva, Eduardo Campos e por ai vai).
Torna-se cômodo, tanto para tucanos quanto para petistas, que as duas legendas assumam a hegemonia do processo. Isso evita deserções, apara possíveis arestas pendentes e tira a possibilidade que apareça um discurso que traga algo diferente na disputa (PT e PSDB sabem muito bem qual o discurso de um e de outro). Para o PT a polarização entre os dois partidos é o primeiro passo na estratégia do partido de vencer a eleição no primeiro turno, sem o desgaste de ter que disputar outra etapa do processo, além de dar um “recado” para a base aliada de que está “fechado” em torno de Dilma.
Os tucanos estão em uma situação muito delicada, apesar de deterem o poder em alguns estados importantes, carecem de uma candidatura forte e que unifique a legenda e ir para o embate com o PT logo de cara, pode trazer uma visibilidade para a possível candidatura de Aécio que hoje não existe.
Tudo está muito no começo, mas a se levar em conta este primeiro ato, parece que teremos em 2013, um ano de uma espécie de “Jogo de compadres” entre Petistas e Tucanos. As duas legendas vão buscar focar toda a discussão entre si e abafar qualquer possibilidade de surgimento de uma terceira ou quarta força no processo.
Resta saber se o restante dos partidos e lideranças ficará de braços cruzados, passivamente, olhando essa manobra dos dois partidos. Eu sou favorável a que se apresente sempre uma terceira ou quarta vias, para que o eleitor tenha condições de optar por mais do que uma polarização que já vem se apresentando desde 1994. São 19 anos de polarização entre PT e PSDB e isso não é muito saudável para a democracia brasileira. Não podemos viver com um “bipartidarismo” camuflado, o eleitor precisa de alternativas de poder, por mais heterodoxos que possam parecer.
Tenho esperanças de que ainda se apresentem outras candidaturas consistentes e com propostas sérias para disputar as eleições de 2014. Não quero um primeiro turno adiantado, quero a oportunidade de analisar bem as propostas e poder ter uma segunda oportunidade para definir o novo presidente com a maioria absoluta dos votos.
Uma semana de muitas conquistas para todos!!!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Rivalidade é dentro de campo!!!



Rivalidade se decide dentro de campo, não é brigando na rua, quebrando terminais de ônibus e marcando brigas pela internet. Futebol não é uma guerra, futebol é alegria!!!

Vamos torcer muito...mas sem violência!!!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Discurso


Em seu discurso ontem,  no Encontro de Gestores Municipais da Assistência Social da Região Sul, a presidente da FAS Márcia Fruet, foi "acusada" de fazer um discurso de "palanque eleitoreiro", como se a política de assistência social fosse algo que existisse sem a orientação política de uma gestão.

Sem uma orientação política, o gestor da assistência social não tem como planejar as suas ações de enfrentamento de alguns graves problemas sociais que existem nas grandes e médias cidades brasileiras. Tive o trabalho de procurar ler o discurso que Marcia pronunciou em Foz do Iguaçu e não vi, sinceramente, nada que não estivesse relacionado com a política pública da qual ela tem responsabilidade. Foram palavras que focaram as dificuldades que hoje existem na cidade de Curitiba e no Paraná de um modo geral.

Pena que na verdade algumas pessoas não estavam acostumadas,  aqui no Paraná, a ouvirem alguém que esta somente interessada em trabalhar naquilo que lhe foi confiado e não apenas fazer joguinhos de cena tão comuns àqueles que não costumam fazer nada mais do que , subir em palanques!!!

Jogo de compadres

Eis que foi dada a largada para as eleições presidenciais de 2014. Em um ato em São Paulo (comemorando os 10 anos do partido no poder), o PT deixou claro para quem quisesse ouvir, que Dilma Rousseff será a candidata do partido à reeleição, inclusive com as bençãos de Lula, seu "padrinho" politico e principal cabo eleitoral de sua campanha. No mesmo momento, em Brasília, Aécio Neves vazia um longo discurso na tribuna do senado, onde mostrava o que ele considerou as "13 falhas do PT no governo", onde, na prática, assumiu a condição de pré candidato do PSDB à presidência da república.

E aqui no alto de minha ignorância, me perguntei: Por que ambos, PT e PSDB,  no "lançamento" de suas candidaturas, fizeram questão de mencionar um ao outro? E a resposta me pareceu muito clara: Os dois partidos querem se enfrentar em 2014 e não querem correr nenhum risco de serem surpreendidos por nenhuma "novidade" na eleição (entenda-se ai Marina Silva, Eduardo Campos e por ai vai). Se torna cômodo, tanto para tucanos quanto para petistas, que as duas legendas assumam a hegemonia do processo. Isso evita deserções, apara possíveis arestas pendentes e tira a possibilidade que apareça um discurso que traga algo diferente na disputa (PT e PSDB sabem muito bem qual o discurso de um e de outro). 

Para o PT a polarização entre os dois partidos é o primeiro passo na estratégia do partido de vencer a eleição no primeiro turno, sem o desgaste de ter que disputar uma outra etapa do processo, além de dar um "recado" para a base aliada de que está "fechado" em torno de Dilma. Os tucanos estão em uma situação muito delicada, apesar de deterem o poder em alguns estados importantes, carecem de uma candidatura forte e que unifique a legenda e ir para o embate com o pT logo de cara, pode trazer uma visibilidade para a possível candidatura de Aécio que hoje não existe.

Tudo está muto no começo, mas a se levar em conta este primeiro ato, parece que teremos em 2013, um ano de uma especie de "Jogo de compadres" entre Petistas e Tucanos. As duas legendas vão buscar focar toda a discussão entre si e abafar qualquer possibilidade de surgimento de uma terceira ou quarta força no processo. resta saber se o restante dos partidos e lideranças ficarão de braços cruzados, passivamente, olhando essa manobra dos dois partidos.

Vamos aguardar!!!

Muito estranho...

Esse caso horrível que aconteceu no hospital Evangélico e que culminou com a prisão da responsável pelo setor de UTI do hospital, a médica Virginia Helena Soares de Souza está muito estranho e eu espero que a policia investigue bem a fundo, pois o essa estória de que foi tudo responsabilidade da médica e também, o fato dos pacientes que teriam morrido na UTI sejam do SUS, me causa um enorme temor de que a coisa não vai terminar por ai...

É muito estranho tudo isso...não sou advogado, portanto, não entrarei no mérito legal disso tudo, falo como cidadão, e é como cidadão que vem a minha perplexidade e minha desconfiança sobre esse caso. Como foi possível acontecer tantos casos (conforme revela a polícia) de mortes nessa UTI sem despertar nenhum interesse, por parte da direção do hospital, para investigar isso? A Doutora Virginia tomava as decisões da própria cabeça ou tinha o auxilio de outras pessoas do hospital? Por que somente pacientes do SUS?

São muitas perguntas, e a sociedade exige respostas!!!

No ar!!!

Dia 03 de março estreia, pela Rede Mercosul, o programa "Week News", será um 

programa de meia hora, com os 



principais fatos que foram destaques no Paraná durante a semana. Com apresentação de 

Luciana Pombo e Luis Fernando Mussi.

Vale a pena conferir. sempre aos domingos, a partir das 14:30!!!

Participem!!!

Para quem gosta de animais e queira participar, fica a dica...


terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

"Death Angel"

A diretora da UTI do Hospital Evangélico, Virgínia Soares de Souza, foi presa hoje, acusada de cometer eutanásia e de maus tratos contra pacientes que eram internados no setor dirigido por ela. Para quem não sabe, a eutanásia é o desligamento de aparelhos que mantém uma pessoa viva, a pedido de familiares ou do próprio paciente. Esta prática é considerada crime no Brasil.

O caso vinha sendo investigado a cerca de 1 ano e segundo informações extraoficiais, este não seria um caso isolado. Mais funcionários do hospital podem estar envolvidos com o caso. De acordo com o foi apurado até agora, a Drª Virginia parece que não agia sozinha.

Resta saber até que ponto a administração do Hospital tinha conhecimento de tudo que acontecia na UTI do Hospital!!!

Eu quero ouvir Yoani..


A blogueira e pop star (como eu mesmo a defini em postagem anterior) foi vítima, ontem, em Feira de Santana/BA de um ato vergonhoso, irracional e violento de falta de democracia e de intolerância de alguns "manifestantes" contrários a sua presença no Brasil e que impediram a cubana e outros convidados de assistir um documentário que contem entrevistas com a blogueira, onde ela faz críticas ao regime da família Castro. Não me importa o que ela tem a dizer, ela tem o direito de dizer! Cercear alguém a se expressar é uma das maiores vilanias que uma pessoa ou um regime pode infringir a alguém.

O governo brasileiro tem a obrigação política de, como um estado democrático que é, oferecer garantias de que Yoani ou quem quer que seja, possa expressar as suas opiniões. A presidente Dilma com todo o seu histórico de lutas, deve colocar a Policia Federal para proteger a visitante cubana contra esses selvagens que se auto intitulam "militantes". Se Yoani tem razão ou não, se ela tem críticas a fazer contra o regime cubano que a faça, principalmente em solo brasileiro. Em vez de deixar assessor participar de uma reunião na embaixada cubana, onde o embaixador cometeu um crime diplomático ao incitar agressões contra uma cidadã cubana em visita legal ao Brasil, o governo devia garantir que o documentário fosse exibido e quem quiser assistir que assista.

Alguns meses atrás eu escrevi uma coluna repudiando a censura que o ex-prefeito Luciano Ducci e sua equipe queriam impor a jornalista e blogueira Thea Tavares, defendi o direito de Thea se expressar e não posso ficar calado quando vejo uma cena de barbárie como a que foi feita ontem na Bahia. Até o senador petista Eduardo Suplicy teve que intervir para que os baderneiros não agredissem fisicamente Yoani e as outras pessoas que estavam lá para assistir ao documentário. Lutamos tanto por democracia no Brasil para isso? Insisto, não vou entrar no mérito se Yoani fala a verdade ou não (sinceramente? Nada do que ela disse é diferente do que vi quando estive na ilha de Fidel), minha indignação é com a atitude selvagem de proibi-la de querer falar. se alguém quer saber como se vive em Cuba, que tal perguntar para uma cubana que vive lá?. O Brasil é um país democrático, que se exerça então essa democracia!

Adeus ao Mestre


Acabo de receber uma das mais tristes noticias possíveis no mundo da política paraense e brasileira, faleceu em Belém o ex-prefeito, ex-senador e ex-governador Almir Gabriel, em Belém, na manhã de hoje, aos 80 anos, vítima de complicações respiratórias. Gabriel estava internado desde o dia 06/02 para tratamento em um hospital da capital paraense.O enterro deve acontecer no município de Castanhal, próximo a Belém.

Mas não quero escrever sobre morte, pois creio que temos um caminho a seguir após sairmos desse campo físico  quero falar de vida, pois foi esse um dos maiores ensinamentos que recebi de Almir Gabriel durante os quase 20 anos de convivência que tive com ele e com sua família. Minha mãe trabalhou com ele na prefeitura de Belém e depois disso, eu tive a honra e o prazer de servir o meu estado, sob as orientações, as ordens e os ensinamentos de um dos maiores estadistas que esse país já viu nascer. E o termo estadista se aplica bem a figura pública de Almir, pois estadista é aquele que modifica as condições materiais de uma sociedade, aquele que implanta políticas de estado e não de governo apenas. E essa foi a principal característica das gestões de Almir Gabriel, desde quando foi secretário de saúde do estado, como prefeito de Belém e como governado do Pará por dois mandatos.

Almir pensava no cidadão como sendo a personagem principal do cenário político, suas maiores realizações não são aquelas físicas (onde em seus governos, ele mudou a cara do estado com obras físicas de fundamental relevância para o desenvolvimento do Pará), seus principais legados estão dentro de cada um de nós, paraenses, que, sob sua influência e inspiração, aprendemos que não éramos cidadãos de segunda classe, que somos e seremos sempre, tão grandes como qualquer outro estado da federação. A onda de "Paraensismo" que Gabriel nos mostrou foi muito mais importante do que todas as obras que foram ou possam ser erguidas no estado. Quando criou a rede de proteção social no seu primeiro mandato, em 1994, mostrou as bases de como se deve fazer um verdadeiro trabalho de assistência social e não de assistencialismo eleitoreiro. "Ensinar a pescar" era mais do que uma frase, era um dogma para nós, que trabalhávamos na secretaria de trabalho e promoção social. Não queríamos apenas dar comida e "esmolas", nossa missão era a de tirar cidadãos da condição de usuários da assistência, capacita-los e recolocarmos no mercado de trabalho, resgatando a sua auto estima e sua força produtiva.

Para tal, Gabriel foi personagem importantíssimo na constituinte de 1988, como senador, sendo um dos mais destacados defensores das conquistas sociais de nossa constituição. E soube, quando teve a oportunidade de governar, utilizar esses elementos constitucionais da maneira correta, da forma mais eficaz possível em prol da melhoria do cidadão. Almir era antes de tudo, humano, tinha defeitos e fraquezas como qualquer um de nós, mas no momento em que nós tínhamos a oportunidade de conversar com ele, não era uma simples conversa, era uma aula de vida, gestão e cidadania. Entendia a democracia como algo acima de qualquer outro preceito político, mas sabia muito bem que não somos iguais e sempre buscou tratar cada um da maneira que cada um deveria ser tratado. Com ele aprendi o conceito da equidade, com ele aprendi que democracia não se faz com populismo, com ele aprendi que o cidadão merece ser respeitado e não tratado como uma simples estatística de governo, com ele aprendi que democracia se faz com muita luta e não com pirotecnia. Antes de tudo, aprendi com ele a ser um ser humano um pouco melhor.

Sei que a dor de Almir José, Haifa, Sâmia e Marcelo não tem tamanho nesse momento, pois além de tudo o que todos nós perdemos com o falecimento de Gabriel, eles perderam o pai. O pai que sempre foi austero, muitas vezes turrão, mas que acima de tudo foi o pai deles. Aos meus queridos Almir, Haifa, Sâmia e Marcelo quero, além de me solidarizar com a dor, agradecer por todos os ensinamentos que tive com o pai de vocês e pela oportunidade da convivência com essa família. Minha gratidão é eterna.

Quem acompanha o que escrevo, deve lembrar que eu disse sobre a vitória do Gustavo Fruet aqui em Curitiba, sobre o fato de não sentir uma emoção tão grande desde 1994, pois bem, aos que não entenderam, eu me referia da emoção da vitória de Almir derrotando as velhas oligarquias paraenses que somente olhavam para o passado e para o próprio bolso. Foi uma emoção de esperança, de crença em um futuro melhor. Esperança essa que se tornou realidade após a gestão de Almir e que eu tenho certeza que vai acontecer o mesmo daqui a quatro ou oito anos, quando terminar a gestão de Gustavo. O paralelo entre essas duas figuras públicas de gerações diferentes, de personalidades diferentes, está na mesma preocupação de ambos com o ser humano, com a transformação para uma sociedade melhor.

Esse era o texto que nunca quis escrever e por isso não está nem perto da grandeza de Almir Gabriel, mas não podia ficar calado diante da partida do grande mestre. Me perdoe por não expressar sua grandeza como você merece, Dr Almir, sei que o senhor nunca foi um homem que gostasse de homenagens desse tipo, mas saiba que tudo, mas tudo mesmo que me foi ensinado não foi e jamais será em vão. sou um ser humano melhor e devo muito isso aos ensinamentos de um homem que teve a sua missão de médico salvador de vidas, transformada para um gestor líder de um povo. O Pará não foi e não será o mesmo depois do legado de Gabriel. Sua maior obra, como eu disse antes, está dentro de nós e isso jamais poderá ser perdido ou arrancado.

A partir de hoje Almir Gabriel nos deixa fisicamente, passa a fazer parte da história e eu tenho certeza que entre os erros e acertos de qualquer ser humano, Almir Gabriel conquistou um lugar entre os grandes da história não somente do Pará, mas também na história do Brasil. Que seus sucessores sejam dignos de aprender com seu legado e até com seus erros. O Pará voltou a ser grande e jamais deixará de sê-lo, essa é deve ser a nossa maior homenagem ao cidadão Almir José de Oliveira Gabriel.


Descanse em paz!

Parada!!!

Amigos do blog..devidos a questões pessoais, vou dar uma parada nas postagens aqui da página...quem sabe eu volte a escrever em breve!!!