segunda-feira, 25 de março de 2013

Resposta aos desocupados e traidores de plantão...

Tomo a liberdade de colocar aqui nesse espaço, a resposta do amigo Gerson Guelmann, sobre as especulações e idiotices que foram ditas sobre a sua saída do gabinete do prefeito para trabalhar ligado com a presidente da FAS Marcia Fruet. Eis a resposta:

"Nada é importante no IPCC. Não é importante o fato de colaborar com a SMS propiciando a manutenção de mais de 1.100 Agentes Comunitários de Saúde. Não é importante a Páscoa Solidaria. Nem a Usina de Valorização de Recicláveis, que, vejam só, tem meu nome na placa de bronze por ter sido construída à época em que exerci a presidência da extinta FREI. Nem a Unidade de Beneficiamento de Pet. Nem o projeto Jogo Limpo. Nem o Doe Calor. Nem o projeto Curitibaninhos. Nem o Eco-Cidadão com seus 15 barracões já instalados e outros 10 previstos, gerando empregos e contribuindo para um mundo mais sustentável. Nem as lojas Leve Curitiba. Nem a a chance de poder conclamar amigos que comungam da mesma paixão clubistica para que levem uma caixa de chocolates para doar aos que dependem de outros para alegrar seus filhos. Nem a perspectiva de poder ajudar a fazer da entidade um agente parceiro na viabilização dos programas e projetos da FAS, presidida por uma pessoa iluminada como a Márcia (aliás, essa é de cabo de esquadra: o prefeito me defenestra de uma Assessoria para que vá trabalhar ao lado de sua esposa…). Não é importante que aos 65 anos, após ter contribuído modestamente para a eleição do candidato que espero venha passar para a história como o grande transformador da Curitiba do século XXI, eu tenha a chance de voltar à área onde comecei minha carreira na vida pública. Não é importante estar com o coração a ponto de explodir de felicidade por poder planejar ações em favor dos desvalidos. Os sérgios, josés e iemes estão certos. Importantes são os pulhas que se escondem no anonimato. Importantes são os canalhas que faziam parte de esquemas para fraudar e auferir lucros à custa do Erário. Importantes são os derrotados que estavam certos da vitória e viram seus projetos ruir no entardecer de 7 de outubro, quando foi decretado seu armageddon particular. Importantes são eles, esses seres que pensam fazer de mim, pequeno que sou, o objeto de suas vingançazinha por não terem sabido escolher o lado certo. Importantes são eles que estão querendo aprender o que há muito estou querendo esquecer. Importantes são eles que quando a gente aponta para uma estrela, olham para a ponta de nosso dedo. Aos importantes deixo os versos do desimportante mas imortal Mário Quintana:

“Todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão…
Eu passarinho!”

Nenhum comentário:

Parada!!!

Amigos do blog..devidos a questões pessoais, vou dar uma parada nas postagens aqui da página...quem sabe eu volte a escrever em breve!!!