sexta-feira, 26 de maio de 2017

Ramsay Bolton e a crueldade extrema

Os meus amigos sabem o quanto eu sou "viciado" na série do canal a cabo HBO "Game of Thrones", baseada nos livros "Crônicas de Gelo e Fogo" (a proposito, ganhar a coleção completa dos livros, foi o melhor presente de aniversário em anos). 

Pois bem, com uma trama que extrapola os conceitos de moralidade e ética que conhecemos, a série tem, além de uma trama recheada de surpresas e desfechos fora dos padrões da dramaturgia contemporânea, uma galeria de personagens antológica, com personalidades extremamente fortes e carismáticas. O que torna a série muito mais atraente para telespectadores que, como eu, adoram obras com personagens bem construídos e que podem se tornar até mais atraentes do que o próprio enredo (não é o caso de Game of Thrones).

Dentre essas personagens eu quero destacar neste texto a figura de um dos maiores sádicos  que já pude assistir nestes modestos 46 anos de paixão por cinema e TV, estou me referindo à personagem Ramsay Bolton (magistralmente interpretado pelo inglês Iwan Rheon). Ramsay é o bastardo filho da casa Bolton, que após uma quantidade enorme de fatos e muita crueldade, se torna chefe da casa (no meio do caminho ele mata o pai, coisa simples).

Ramsay é um serial killer. Este sorriso de psicopata com que se diverte em cada um de seus assassinatos é chocante até para Game of Thrones. Ele não tem limites: nem parece que é demasiadamente atraído pelo poder. Só quer matar e que a carnificina dure o máximo possível, até o ponto que, cada vez que irrompe na série, é para se superar a si mesmo em sua brutalidade. A sua "paciência" em aniquilar completamente o jovem Theon Greyjoy é algo inacreditável, mesmo em se tratando de uma obra de ficção.

Seu gosto em matar por prazer transforma qualquer outro vilão (de Game of Thrones ou não) em aprendiz, seus métodos, sua frieza, transformaram Ramsay na única personagem totalmente má da série (a características das personagens do seriado é justamente a dualidade de caráter e de ações, ora são mocinhos ora são bandidos). Não se consegue enxergar nenhum sinal de arrependimento, culpa ou dúvida em seus atos. Ramsay parece ter e tem, um "código de conduta" demasiado torpe e cruel.

A morte de Ramsay foi a única concessão ao espectador feita pela série: prepotente até o fim, covarde e despedaçado. 

Ele merecia. E nós também.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Borboleta

Se o talento de Quintana me fosse permitido
diria eu, sem medo
Que és, para mim, uma Borboleta
Quanto mais tento pega-la
Mais foges de minhas mãos

Mas descobri, contudo
Que quando menos espero
És capaz de pousar
Com amor e carinho
Junto ao meu coração

Descobri contigo que amor não é nó
Não aperta, não sufoca
Ele nos orienta, nos coloca
E não ficamos mais só

Podes alçar teu vôo
Podes sentir dor
Podes duvidar até da realidade
Mas podes confiar no meu amor!!!


segunda-feira, 15 de maio de 2017

Frase do Dia

"Só o povo mete medo em político"

Alvaro Dias, senador da República, citando o falecido deputado Ulisses Guimarães

sexta-feira, 12 de maio de 2017

D. Marisa e as Feministas


Assistindo ao depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro, dentre várias coisas, me chamou atenção como foi descrito pelo depoente a personalidade e o papel de destaque na tomada de decisões do casal, por parte de sua falecida esposa, D.Marisa Letícia. Lula descreveu sua falecida companheira como uma mulher de decisão forte e firme, capaz de fazer coisas que nem mesmo o próprio marido sabia. Tinha poder de "vida e morte" dentro da relação do casal.
Mas o que lembramos da ex-primeira Dama? Ainda é clara em nossa mente o perfil de mulher submissa, de mulher apagada ao lado da figura excepcionalmente carismática do marido. Nos 8 anos como primeira-dama do Brasil, Marisa Letícia não participou ativamente de nenhum projeto, não foi chamada para nenhum evento solo, onde fosse a protagonista. Viveu o mandato inteiro sendo sombra do marido. Engolia as escapadas conjugais do marido, inclusive aquela com Rose, que o Brasil todo tomou conhecimento.
Lula, que já provou ser um "machista de carteirinha" (lembram da pérola: “mulheres de grelo duro”?), tinha em sua “galega” (como ele mesmo a chamava) uma companheira disposta a aceitar tudo. Estava claro quem mandava na relação. No entanto, Marisa se revela, após sua morte obviamente, nos depoimentos de Lula ao juiz Sergio Moro, a cabeça de tudo, aquela que tomava decisões importantes como a compra de uma cobertura tríplex em frente à praia, sem conhecimento do maridão. Duro de engolir, não é?
Querem me fazer acreditar que, Marisa Letícia, submissa, apagada, sabia de tudo que seu marido não sabia sobre o destino do dinheiro do casal? Chega a fazer inveja ao mais expoente dos surrealistas. Querer acreditar que D.Marisa era a "Comandante em Chefe" da família, é como acreditar em gnomos e duendes (olha que até nisso eu posso acreditar)
É muito cinismo (me perdoem os cães), e no caso de Lula, tem um agravante terrível, sua mulher está morta! Colocar a culpa na esposa falecida é de uma pequenez absurda, e o fato de não despertar a revolta das feministas deixa claro o viés ideológico desse movimento, que não tem mais nada a ver com as mulheres, e tudo a ver com o esquerdismo (queridas mulheres, enxerguem isso)
Que bandidos acuados pela Justiça mintam para tentar se safar, isso é natural. Mas até entre bandidos existe ética e moral. Sabem os cavaleiros medievais? Pois bem, mesmo em uma época acusada pelas feministas de ser totalmente machista, paternalista e até misógina, jamais cometeriam um ato como este de Lula. Esses Cavaleiros seriam capazes de morrer pela honra de suas esposas, famílias, nomes. 
Lula, o guru das feministas, não se importa de jogar o nome de sua mulher na lama, para não ir preso. Um covarde!
Entendem agora o mal que o movimento feminista fez às mulheres? Em 1912, quando afundou o "Titanic", mais de 80% dos sobreviventes eram mulheres e crianças. Muitos homens, segundo relato de sobreviventes, ficaram acenando para suas companheiras, enquanto sacrificavam a vida por elas em pleno Atlântico Norte. Anos depois, na desada de 1980, já sobre a influência do movimento feminista, em um navio que afundou no mediterrâneo, quase todos os sobreviventes foram de homens e jovens, que utilizaram da força física para se salvar, inclusive, pisoteando mulheres e crianças!!!
Lula não se importou em pisotear sua mulher no tumulo, manchando a única coisa que, ao meu ver, importa para um ser humano: A sua Honra e o seu Nome!!! Transferir para a esposa falecida as responsabilidades que são suas, não é digno de um Homem (sim com "H" maiúsculo), chega a ser indecente, asqueroso. Onde está aquela história de "Mexeu com uma, mexeu com todas?" Se isso não fosse uma falácia esquerdista, todas as mulheres deveriam se indignar com o que Lula fez em seu depoimento do dia 10/05.

Espero que as mulheres se indignem com atitudes como essas e parem de seguir e admirar covardes como o ex-presidente Lula!!! 

quinta-feira, 11 de maio de 2017

A "Partida do Século"

Ontem uma parte do País parou para acompanhar o primeiro depoimento feito pelo ex-presidente Lula perante o juiz Sérgio Moro, e como não poderia deixar de ser no chamado "País do Futebol", foi quase como uma final de campeonato ou o "Jogo do Século"!!! mas afinal, quem ganhou tal jogo?
Cada um dos que vierem fazer uma analise do depoimento (seja uma analise jurídica ou política, vai tender para o seu lado). Os defensores de Lula dirão que o ex-presidente conseguiu "provar" que o triplex não é dele, pela simples negativa do depoente!!! Os que acusam Lula dirão que ele se negou a responder as perguntas, limitando-se a dizer que não sabia de nada.
Não me colocarei como "murista" nesse processo, nada de dizer que o jogo "empatou", algumas questões ficaram muito claras para quem quiser ter a paciência de acompanhar todo o depoimento do réu e prestar bastante atenção nas perguntas e nas respostas que ocorreram durante todo o transcorrer da oitiva. Vamos à eles:
1 - De quem é a culpa?
Da D. Marisa Letícia (obviamente, já falecida).
2- Por que Lula não é o dono do Triplex?
Porque o imóvel é de péssima qualidade e o Léo Pinheiro não soube realizar uma venda decente.
3- Qual o relacionamento entre Lula e Pedro Barusco?
O ex-presidente não o conhece.
4- Lula sabia que os seus indicados para a Petrobrás estavam envolvidos em um esquema de propina?
Não, nem ele, nem o Moro, nem o MPF, nem a PF, nem a Globo, ninguém sabia de nada (ai acrescento que, nem eu sabia!!!)
5- Quem rasurou a o contrato do Triplex?
Ninguém sabe, Lula pediu para Moro "investigar"
6- O que Lula pretende fazer para mostrar a sua inocência?
Ser candidato em 2018
7- Já que Lula é inocente, por que todo esse alarde em cima dele, como se ele fosse culpado de algo?
Porque ele pretende ser candidato à presidente em 2018.

Meu caros, perdoem o tom de ironia, mas somente dessa forma eu posso me referir sobre um dos maiores espetáculos de dissimulação que presenciei durante todos esses anos que acompanho política. Já vi muito político dissimulado, mas Lula, mostrou que pode existir um patamar acima daquele que se está  habituado. Não sou jurista e nem faço ideia de como o MPF fará para provar todas as acusações, mas de uma coisa eu tenho certeza: O Brasil precisa que seja feita a Justiça!!!

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Quem Banca?


A minha querida Curitiba está recebendo uma frota de vários ônibus, numa verdadeira ação de guerra para levar "apoio" ao "Messias da Propina Brasileira", o ex presidente Lula,  em seu depoimento perante o juiz Moro, no caso do famigerado "Triplex".

Recebi vídeos através da redes sociais de que desses ônibus, desceram algumas pessoas que falavam espanhol, esses militantes seriam bolivianos e teriam sido "recrutados" nas fronteiras que temos com o País vizinho.

Não sei dizer ao certo se essa informação é procedente, mas o que me chama atenção é a seguinte indagação: Ônibus fretados para a capital das Araucárias? Para que? A resposta é simples, para criar um clima de "Revolta Popular", passar a impressão de que a sociedade está ao lado do ex-presidente. 

São verdadeiros "Guerrilheiros Contemporâneos" que estão dispostos ao combate físico, contra tudo e contra todos, até contra a policia,  para "defender" o réu Lula!!! 

Eu penso que chegamos quase ao patamar de uma Venezuela. Esses militantes esquerdóides querem afrontar todos aqueles que buscam as respostas das investigações da Lava Jato,, colocar pressão em cima da Operação. E desacreditar a própria investigação.

São mercenários, os bolivianos e os petistas que saíram dos mais variados lugares? Talvez não, podem existir militantes que acreditem que estão fazendo algo importante para o País, são adultos e possuem total liberdade de se manifestar (claro, dentro dos limites da civilidade e da legalidade). 

O que precisa ser rastreado é quem bancou a viagem deles. De onde vem tanto dinheiro? A operação Lava Jato chegou ao estágio em que está, justamente porque foram atrás de onde vinha o dinheiro. Rastreando isso, teremos a resposta de algumas questões: O motivo da "Institucionalização da propina", a gritaria toda pelo fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, enfim, apenas para começar.

Espero que Curitiba "sobreviva" ao dia de hoje (é apenas o primeiro depoimento de Lula, outros virão) e que a sociedade seja respeitada. Não é possível que tanto dinheiro tenha sido desviado, sem que os líderes desta corrupção paguem por esse assalto ao erário público. mas até que isso aconteça, uma pergunta se faz necessária:

Quem Banca?

Bene et in Pace


Fac nos, Domine, instrumenta pacis tuae. 

Ubi odium, ibi caritatem seramus; 
ubi iniuria, ibi veniam; 
ubi dissensio, ibi concordiam; 
ubi dubium, ibi fidem; 
ubi desperatio, ibi spem; 
ubi tenebrae, ibi lucem; 
ubi tristitia, ibi laetitiam. 
Concede nobis ut 
non tantum consolationem quaeramus quam adhibeamus; 
non tantum comprehendi quaeramus quam comprehendamus; 
non tantum diligi quaeramus quam diligamus. 
Quoniam in donando accipiamus; in condonando condonamur; 
et in moriendo nascimur ad vitam aeternam. 
Amen

terça-feira, 2 de maio de 2017

Homenagem à John Cazale

Os meus amigos sabem o quanto eu "idolatro" a saga "O Poderoso Chefão" , o primeiro filme eu já assisti mais de 80 vezes (devo uma sessão com o amigo Caho Lopes), pois bem,  neste ano de celebração dos 45 anos de exibição da primeira, das três obras primas de Coppola, eu quero aproveita ara fazer uma homenagem ao grande John Cazale, um dos maiores atores de sua geração e que teve uma vida breve, porém, cheia de intensidade.

 O “Poderoso Chefão” foi seu primeiro filme. E, no total, ele só teve tempo de aparecer em cinco filmes. Morreu cedo,  em 1978, com apenas 42 anos.

Interpretando a personagem  Fredo, o irmão idiota e desprezado pelos Corleone, Cazale protagonizou algumas das cenas mais clássicas do filme. Por exemplo, quando Michael (Al Pacino) ensina a Fredo o lugar dele ao lado da família, depois do irmão tomar partido de Moe Green, o dono de cassinos que o havia empregado. 

A cena final de Fredo no segundo filme é um dos momentos mais marcantes da história do cinema (assistam, vale a pena).

Fora os dois primeiros filmes da saga dos Corleone, Cazale participou , também ao lado de Pacino, em “Um dia de cão”, de Sidney Lumet. Fez ainda outro filme com Coppola, “A conversação”. E, já doente, fez “O Franco Atirador”. Neste último filme, Cazale já se encontrava debilitado pelo câncer ósseo, que acabou levando o ator à morte.

Cazale possuía uma interpretação extremamente marcante e, ao mesmo tempo, com toques de doçura e leveza que fizeram dele um dos maiores atores que Hollywood produziu na década de 1970. Deixou uma bela carreira e cinco grandes filmes. Todos são grandes obras do cinema. Todos os filmes interpretados por Cazale concorreram ao Oscar de melhor filme.

Quantos atores fizeram cinco obras-primas em sua carreira?

Parada!!!

Amigos do blog..devidos a questões pessoais, vou dar uma parada nas postagens aqui da página...quem sabe eu volte a escrever em breve!!!