terça-feira, 27 de setembro de 2016

Entre Anjos e Demônios

Certa vez, Santo Agostinho, escreveu sobre quando foi para o deserto fazer um retiro de silêncio e foi acometido por todo tipo de visão (tanto demônios quanto anjos). O sábio bispo disse que em sua solidão, algumas vezes encontrava demônios que pareciam anjos, e outras vezes encontrou anjos que pareciam demônios. 

Ao ser questionado como ele sabia a diferença, o santo respondeu que só se pode dizer quem é quem com base na sensação que se tem depois que a criatura foi embora. 

Ou seja, se você ficar arrasado, disse ele, então foi um demônio que veio visitá-lo. Se você se sentir mais leve, foi um anjo!

Ao ler esse escrito do sábio mestre, procuro me ater aos fatos contidos em aspectos da nossa vida contemporânea e, em especial, no período que vivemos de eleições municipais, acirradas, tensas e que envolvem um componente emocional extremamente delicado. Onde "anjos e demônios" habitam os noticiários, os programas de TV, as ruas e até mesmo dentro de nossas casas.

Parei para analisar a observação de Agostinho e quero compartilhar essa reflexão contigo, amigo leitor, qual a sensação que determinado candidato deixa em ti, após uma propaganda, um debate, uma visita ou até mesmo em uma imagem? Ele te passa uma sensação de confiança? Ele te deixa mais "leve"? ou ele apenas te deixa incrédulo? Sem perspectivas, achando que todo político é igual?

Creio que seja fundamental essa reflexão para que melhor possamos escolher o nosso representante nas próximas eleições, pois não é possível prever o futuro, mas é importante levarmos em conta qual a sensação que determinada pessoa pode causar em nós, respeitar um pouco os nossos sentidos e instintos. A racionalidade, por incrível que possa parecer, não se apresenta para mim como uma ciência exata e como tal, eu também preciso da minha sensibilidade para fazer uma leitura correta do fatos.

Vamos tomar cuidado e ficar atento à todas as manifestações dos candidatos, suas atitudes, seus discursos e suas medidas. Mas vamos também atentar para qual a sensação que essas ações causam em nós, após o candidato "passar" por você, analise se ele pode ser um "Anjo" ou um "Demônio".

Nenhum comentário:

Parada!!!

Amigos do blog..devidos a questões pessoais, vou dar uma parada nas postagens aqui da página...quem sabe eu volte a escrever em breve!!!