terça-feira, 15 de novembro de 2011

Lupi e suas bravatas!!!

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, já se tornou a figura mais patética do do, até agora, patético  ministério da presidente Dilma....

 Um feito impressionante num grupo que teve em cinco meses seis baixas: de 7 de junho até hoje, caíram Palocci, Nascimento, Jobim, Rossi, Novais e Silva. Só um caiu por ser inconveniente, o ministro Jobim, gaúcho de alma tucana. O resto foi por acusações de corrupção e desvio....

O processo de "fritura" segue roteiros bem parecidos. Alguns se debatem mais, por amor incondicional ao poder, outros sairam de fininho, para chamar enos atenção...

No caso de  Lupi, suor e bravatas escorrem pelos poros. Ele bate no peito, espuma, grita. Mas não explica nada, não diz para a sociedade o que significam suas ligações com ONGs (Olha as ONGs ai de novo gente!!!), o que seus assessores faziam ou fazem, nos submundos dos gabinetes da capital federal..ele prefere suas frases de efeito, suas aberrações verborrágicas, do tipo:

“Sou osso duro de roer. Quero ver até onde vai essa onda de denuncismo.” “Daqui ninguém me tira. Só se for abatido à bala. E tem de ser bala de grosso calibre, porque eu sou pesado.” “Morro, mas não jogo a toalha.” “Conheço a presidente Dilma há 30 anos. Duvido que ela me tire. Nem na reforma ministerial.” “Bola da vez? Só se for a bola sete, a bola da vitória.” “Peço desculpas à opinião pública, que fica com a imagem de que sou louco, um tresloucado.” “Presidente Dilma, me desculpe se fui agressivo. Dilma, eu te amo.”

Como diria a colunista Ruth de Aquino,"Ninguém merece um ministro assim no Trabalho, uma pasta que requer equilíbrio, habilidade, capacidade de negociar e analisar as reivindicações de trabalhadores..."

Carlos Lupi, assim como os demais ex-colegas, se considera vítima de perseguição. Até do próprio partido, o PDT, dividido entre o pessoal de raiz e os oportunistas, aqueles que trazem a história de lutas, de conquistas e de grandes feitos pelo País e aqueles que estão no Partido apenas para usufruir das benesses do Poder...

O motivo da perseguição é inacreditável, ele se diz vítima de preconceito, por ter sido jornaleiro e não ter o respeito dos jornalistas que o vêem como um inferior de classe...ora, mesmo sem ter meu diploma de jornalismo, sei que, quem vive de notícias, tem o maior apreço por quem, com muito esforço, suor e sufoco, consegue levar a noticia à quem precisa dela...

Lupi faz parte de um tipo de político que já não representa mais o que pensa a maioria do povo brasileiro, o político populista, aventureiro, que se vale de bravatas e do dom da oratória para angariar adeptos, mas que após o discurso, nada tem a apresentar, a contribuir com a sociedade...aliás, temos muitos desses exemplos por ai, inclusive aqui no Paraná...

O PDT é maior do que Lupi, tem personagens e membros que trazem seriedade para a política e serão esses políticos que deverão dirigir o partido daqui para a frente, serão as novas lideranças que levarão a diante os ideais trabalhistas do partido e que não tem nada a ver com o que faz o quase ex-ministro Carlos Lupi...

Bem, Lupi disse que ama Dilma...com o dessenrolar das acusações que pesam sobre ele, vamos ver até que ponto esse amor será correspondido!!!

Nenhum comentário:

Entre o Medo e a Covardia

Estava pesquisando um trabalho na internet e me deparei com uma frase do líder indiano  Mahatma Gandhi  e que me fez refletir bastante, pri...