terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Lembranças do poeta da Guerrilha


Coloco um poema do ex-deputado, membro do PCB e uma das maiores lideranças da luta armada brasileira Carlos Marighella, o poema é de 1939, no presídio...

Um lado pouco conhecido do grande brasileiro:

"Liberdade

Não ficarei tão só no campo da arte,
e, ânimo firme, sobranceiro e forte,

Tudo farei por ti para exaltar-te,
serenamente, alheio à própria sorte.

Para que eu possa um dia contemplar-te
dominadora, em férvido transporte,

Direi que és bela e pura em toda parte,
por maior risco em que essa audácia importe.
Queira-te eu tanto, e de tal modo em suma,

Que não exista força humana alguma
que esta paixão embriagadora dome.

E que eu por ti, se torturado for,
possa feliz, indiferente à dor,
morrer sorrindo a murmurar teu nome”

Nenhum comentário:

O Juramento!!!

Meus amigos sabem o quanto me tornei Fã de "Game of Thrones", a espetacular série de TV do canal HBO. E dos inúmeros personagens/l...