quinta-feira, 2 de julho de 2009

Debutando...

Meus caros amigos...no dia de ontem, 01 de Julho, completou 15 anos de existência o “Plano Real”, a reforma econômica que revolucionou a maneira de se fazer economia nesse País.

Pela primeira vez na história brasileira, uma medida econômica foi tomada, não com imediatismo, factóides e falta de planejamento. O Plano Real foi um marco na economia e na política brasileira, o então ministro da Fazenda do governo Itamar Franco.

Fernando Henrique Cardoso, tornou-se a grande liderança política do País, tendo se tornado quase que imbatível na sua candidatura a presidência em 94. Mas além de ter levado os Tucanos ao Poder, o Real serviu para dar ao Brasil, ao seu povo e a sua economia, condições de enfrentar de cabeça erguida todo o processo de Globalização que se consolidava no mundo.

Não foi somente a troca da moeda, foi também a certeza de que era possível ao Brasil, ter uma estabilidade econômica. O Real foi tão bem planejado que conseguiu superar as diversas incertezas e as crises econômicas mundiais que foram devastadores para economias emergentes, mas que nosso País conseguiu enfrentar, graças ao forte poder de adaptação que o plano econômico possui e que a cada crise, permitia que os gestores de nossa economia pudessem utilizar de suas alternativas para enfrentar a crise.

Quando o presidente Fernando Henrique Cardoso foi substituído pelo "Molusco Líder", o Real teve seu “batismo de fogo”, por que digo isso? Digo em virtude de nunca antes na história desse País (Como costuma bravatear nosso hilário presidente), um Plano econômico teve força suficiente para enfrentar a mudança de Gestão.

O medo de alguns com os rumos que a economia poderia dar, foi diluído completamente com a capacidade do Plano Real em se adaptar ao contexto político e econômico em 2004. O grande mérito da equipe econômica do "Molusco Líder", foi a de ter a maturidade e a humildade em aceitar que, mesmo com algumas alterações de rumo, o Real deveria ser consolidado e trabalhado para que pudesse dar ao presidente, a solidificação econômica necessária para que ele pudesse utilizar de seu carisma para conseguir manter os elevados índices de popularidade que possui, mesmo após 7 anos de mandato.

Não quero aqui ser simplista em dizer que o "Molusco" somente se sustente por causa do Real, mas que a maneira com que o Plano foi concebido, deu uma enorme força ao atual chefe de estado brasileiro,

Já se passaram 15 anos, uma geração já se formou depois do Real, jovens que não fazem idéia do era um País com inflação galopante de cerca de 3 dígitos mensais! Falta de produtos nas prateleiras, uma economia fragilizada, que não podia nem sequer sonhar em competir com o capital internacional.

Essa realidade mudou, o Brasil se tornou competitivo e viável para investimentos tanto nacionais, quanto internacionais e isso se deve em muito ao alicerce que foi fincado em 01 de julho de 1994, quando foi implantado o Plano Real. Não gostaria de deixar essa data se passar, sem essas pequenas considerações!!!!

2 comentários:

Antonio Pedro disse...

Thomaz
Independente da cor partidária, o Plano real foi fundamental para o equilibrio do País, ao menos no aspecto econômico!

Thomaz Campos disse...

Antonio...

O que eu quis dizer foi exatamente isso, não falo desse ou daquele partido, e sim do que significou o Real para o Brasil...

Abração!!!!

Todos "amam" Bolsonaro

Estou acompanhando as movimentações dos chamados "Presidenciáveis" ou dos pretendentes a tal para as eleições de 2018. Fora Lula ...