quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Amargo

Esses são os versos do poeta paraense Max Martins:

"Há um mar, o dos velames,
das praias ardendo em ouro.

Há outro mar, o mar noturno,
o das marés com a lua
a boiar no fundo
o mênstruo da madrugada.

E afinal o outro, o do amor amargo,
meu mar particular, o mais profundo,
com recifes sangrando, um mar sedento
e apunhalado"

2 comentários:

Marcia Rossi disse...

Thomaz
Muito lindo, não conhecia!
Beijos

Thomaz Campos disse...

Marcia...

É lindo mesmo...é de um poeta da minha terra, o Max Martins...

Beijos!!!!

O Juramento!!!

Meus amigos sabem o quanto me tornei Fã de "Game of Thrones", a espetacular série de TV do canal HBO. E dos inúmeros personagens/l...