sábado, 15 de novembro de 2008

Anistiado

A Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, reunida neste sábado na Conferência Nacional da OAB em Natal (RN), concedeu por unanimidade a anistia política ao ex-presidente João Goulart e à sua viúva, Maria Teresa Goulart.

Jango, como ficou conhecido, foi o presidente deposto pelo golpe militar que em 1964 instaurou a ditadura militar que se estendeu até 1985 no Brasil.

De acordo com o presidente da Comissão de Anistia, Paulo Abrão, anistiar João Goulart significa para o País acertar as contas com o passado.

"Trata-se de um pedido de desculpas ao presidente João Goulart pelo ato de perseguição número um instituído pelo regime militar, que foi a sua deposição."

4 comentários:

Antonio Pedro disse...

Nada mais do que justo ao Jango e a história do Brasil.

Dilma Lopes disse...

Muito justo...

Mas, ainda assim assim, nada nos restituirá o que nos foi roubado com o Golpe.
Esperemos que isso possa ajudar a manter a a bandeira da liberdade sempre hasteada.

Abraços

Thomaz Campos disse...

Meu caro Antonio...

Vc tem toda razão, foi feita justiça histórica, com o Jango e com o País...

Um Abração!!!

Thomaz Campos disse...

Dilma...

Além de justo, é algo que mostra a capacidade que temos de nos recuperarmos de erros cometidos no passado e aprender com eles....

Quanto ao que foi feito, bom, isso não tem mais volta, só cabe a cada um de nós, aprender com tudo e não deixar que isso venha a acontecer novamente....

Beijos!!!

Todos "amam" Bolsonaro

Estou acompanhando as movimentações dos chamados "Presidenciáveis" ou dos pretendentes a tal para as eleições de 2018. Fora Lula ...