quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Poesia

Ao amigos, uma poesia do mestre paraense, Ruy Barata...

"Poema e Fuga em Ré Menor

Sobre o piano...rosas
entre as rosas o azul
e o azul não era azul
era vermelho!!!

Tocavam Bach
e era como luz que transitasse
no mistério...

Todos estavam silenciosos
e no fulgor das pupilas
envenenadas pelo medo
havia uma estranha dor de morte prematura!!!

Minha mãe chegou-se a mim e disse fica,
meu avô me segurava do retrato,
meus netos me acenavam do futuro...

Porém eu estava sitiado
entre a fuga e a tocata!!!

A nuvem carregou-me adormecido,
varei a criação,
transpus o limbo,
quando acordei,
meu pai,
já era céu!!!"

2 comentários:

Marcia Rossi disse...

Thomaz
Belo poema, quem é o poeta?
Beijos

Thomaz Campos disse...

Oi Marcia...

Bonito né? É de um grande poeta paraense, chamado Ruy Barata, um dos maiores artistas da pesia da Amazônia...

Beijos!!!

O Juramento!!!

Meus amigos sabem o quanto me tornei Fã de "Game of Thrones", a espetacular série de TV do canal HBO. E dos inúmeros personagens/l...