Pular para o conteúdo principal

Ignorância, burrice e falta de Respeito

Assistindo pela TV a partida entre Grêmio x Santos ontem, na Arena do Grêmio pela Copa do Brasil, não pude ficar insensível ás cenas de racismo que algumas pessoas (E me recuso a chama-las de "Torcedores do Grêmio, pois conheço verdadeiros torcedores gremistas e sei que não compactuam com essa idiotice) contra o goleiro Aranha da equipe do Santos. Um ato de extrema imbecilidade que não condiz com o espirito de cordialidade que sempre encontrei nos gaúchos e no Rio Grande como um todo.

A atitude que aquelas pessoas tomaram, e ai teremos que exemplificar essas pessoas na figura da Patricia Moreira que foi flagrada pela câmeras da ESPN Brasil (Que inclusive já foi afastada de seu trabalho, em virtude da atitude de ontem), só demonstra o quanto nossa sociedade se encontra doente, sem respeito pela diversidade e ainda com preconceitos que são inadmissíveis em uma sociedade que pretende ser democrática e de um País miscigenado que nem o nosso. Nosso relacionamento social está cada vez mais distante, sem afeto, apenas com os interesses pessoais acima da ideia de coletivo.

Claro que o racismo não é uma prática contemporânea, a sociedade humana apresenta em sua história, uma série de exemplos dessa abominável prática. O que me enoja é que isso seja praticado no Brasil, um País que só existe em função de sua diversidade cultural, étnica, enfim, n Brasil não deveria se adotar esse tipo de atitude. E não me venham dizer que isso somente acontece no Rio Grande ou pela "torcida" de um time A ou B, essa prática e mais comum do que se imagina em nossos estádios. Vários "animais" como esses de ontem, com todo o respeito aos animais, vagueiam por nossos estádios, vomitando seus impropérios e se nenhum tipo de punição por parte das autoridades.

Quero deixar claro que a instituição Grêmio de Football PortoAlegrense não tem nada a ver com isso, não deve ser punido pela atitude de uns marginais que se escondem atrás das cores desse centenário e glorioso clube do País. Que merece punição são os marginais que xingaram o goleiro santista e tenho certeza que a diretoria e os verdadeiros gremistas, não pouparão esforços para que todos os responsáveis sejam identificados e que a justiça faça a sua parte.

Comentários

Anônimo disse…
Fatos como esses, entristecem nossos corações...Não dá para entender como pessoas possam achar que são melhores que as outras, seja por cor, classe social, ou seja lá o que for, a verdade é que por esses acontecimentos, entre tantos outros, como por exemplo, as rixas das torcidas, violência nos estádios, estão acabando com toda a graça do esporte!
Gente vamos acordar, todas as pessoas e cores são belas e têm seu valor... Mas olha quão linda é a cor negra, somente com a presença dela temos o privilégio de contemplar o brilho das estrelas no céu...Pensem nisso!
Karla Kapassi
Thomaz Campos disse…
Karla...você tem toda a razão, é bem isso mesmo!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Mises: A ação como ato de liberdade!

Caro amigo, para que você se sinta mais confortável com escreverei a seguir, vou pedir que você se acomode bem antes de dar prosseguimento à leitura desta postagem, caso esteja em um ônibus sentado, coloque seu fone de ouvido para abafar o som externo do ambiente; estando de repouso em casa, sugiro uma xícara saborosa de café ou chá para que se atente ainda mais ao texto; na hipótese de estar no trabalho, sugiro que você faça a leitura somente durante o seu horário de almoço, assim poderá ler com calma e certificará um entendimento claro do que foi lido, pois o que pretendo abordar, requer uma concentração grande no momento da leitura.
Após indicações de amigos e de minha enorme curiosidade em pesquisar e aprender, fui "seduzido" com a ideia de conhecer mais a fundo o trabalho do economista austríaco Ludwig von Mises, para poder entender e analisar com vocês aqui no blog, um pouco do pensamento deste autor que vem sendo "descoberto" mais recentemente no Brasil.
Ludwi…

Mobilidade Urbana, um desafio para os novos gestores!

A mobilidade urbana, isto é, as condições oferecidas pelas cidades para garantir a livre circulação de pessoas entre as suas diferentes áreas, é um dos maiores desafios que os próximos gestores municipais enfrentarão em seus próximos mandatos, não somente em Porto Alegre, mas como na grande parte das cidades brasileiras. O crescente número de veículos individuais promove o inchaço do trânsito, dificultando a locomoção ao longo das áreas das grandes cidades, principalmente nas regiões que concentram a maior parte dos serviços e empregos. Além da qualidade dos serviços de transporte público e concessões públicas, onde discussões inócuas acabam por desviar o foco do real problema que atinge o setor, quase que impossibilitando a movimentação nas grandes cidades.

O Brasil, atualmente, vive um drama a respeito dessa questão. A melhoria da renda da população de classe média e baixa, os incentivos promovidos pelo Governo Federal no meio da década passada para o mercado automobilístico (como a …

Quanto mais governo, menos cidadão!

Eu realmente não gosto de reclamar de governo. Acredito que é uma enorme perda de tempo e desgaste fazer isso.  E também acredito que não se trata de uma atitude inteligente. Estou convencido de que é muito mais proveitoso ignorar toda a bagunça e imoralidade e se concentrar em coisas melhores e mais produtivas. Mas não tenho como ficar quieto quando observo alguns disparates que são cometidos por grupos que foram, durante anos, tutelados pelo Estado e que começam a perceber que o pensamento da maioria da população já não aceita mais isso.  Falo de uma parcela de organizações de sociedade ainda se encontra emocionalmente acorrentada ao Estado, e (a menos que você trabalhe para o governo e tenha um alto salário, ou seja um grande empresário que obtenha subsídios e privilégios protecionistas do governo (em ambos os casos, você se deu bem), creio que é válido demonstrar o quanto é danoso esse relacionamento "promiscuo" com o Estado. Dessa forma, vou escrever sobre algo que não re…