sexta-feira, 28 de outubro de 2016

A escalada da violência no Brasil

Acabo de ler nos noticiários algo que me deixou extremamente estarrecido e preocupado, aliás, deixará qualquer um que tiver acesso à essas informações. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil registrou mais mortes violentas de 2011 a 2015 do que a Síria, país em guerra, em igual período. Pasmem!. 

Foram 278.839 ocorrências de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e morte decorrente de intervenção policial no Brasil, de janeiro de 2011 a dezembro de 2015, frente a 256.124 mortes violentas na Síria, entre março de 2011 a dezembro de 2015, de acordo com o Observatório de Direitos  Um detalhe muito sério, visto a brutalidade que se assiste sobre o conflito sírio.

Apenas no ano passado, foram mortos violentamente e intencionalmente 58.383 brasileiros, resultado que representa uma pessoa assassinada no país a cada 9 minutos, ou cerca de 160 mortos por dia. Foram 28,6 pessoas vítimas a cada grupo de 100 mil brasileiros. Isso é um absurdo e não venham aqui dizer que isso foi decorrente apenas de guerras de gangues, falamos de qualquer um, de mim, de você!

Dessas 58.383 mortes violentas no Brasil em 2015, 52.570 foram causadas por homicídios, 2.307 por latrocínios; 761 por lesão corporal seguida de morte  e 3.345 por intervenção policial. São dados que assustam qualquer cidadão que saia de casa para trabalhar e não sabe se volta para casa. Ou nossos filhos que saem para escolas ou festas e podem se tornar estatísticas desse perverso e cruel cotidiano brasileiro.

Essa verdadeira "Guerra" travada nas ruas das grandes cidades brasileiras acaba sendo um reflexo do fracasso que os poderes públicos constituídos (em todas as suas esferas: Federal, Estadual e Municipal) tiveram, ao longo dos anos, em planejar políticas públicas eficazes na área de segurança pública. O Estado brasileiro está muito aquém das necessidades da sociedade, o mais triste é notar que alguns gestores (principalmente os municipais) "fingem" que o problema não é com eles e se omitem na hora de enfrentar a situação.

Algo precisa ser feito, com urgência, estamos cansados de assistir nos noticiários mães assassinadas em porta de escolas, pais assassinados na frente da filha em supermercados (falando apenas de nossas mais recentes tragédias aqui em Porto Alegre). A sociedade clama por providências e não aceita mais que os gestores fiquem omissos à essas necessidades. Tenho medo de andar nas ruas de Porto, assim como, tenho em andar nas ruas das grandes cidades desse País, isso tem que acabar!

Para quem interessar, o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que está em sua 10ª edição, será lançado no dia 03 de novembro pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. recomendo a leitura.

Nenhum comentário:

Frase do Dia

"Est bonum, doceat, si modo exercere quod docuit sit." ( É bom ensinar, desde que se pratique o que se ensina) Santo Inácio de ...